Postagens

Mostrando postagens de Abril 9, 2009

MAIS UMA ASNEIRA DE LULA...

As universidades federais que aderirem à proposta do Ministério da Educação (MEC) de substituir o vestibular pelo novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão indicar pesos diferentes para cada uma das cinco provas (linguagem, matemática, ciências da natureza, ciências da sociedade e redação) de acordo com o curso.As regras foram encaminhadas pelo ministro, Fernando Haddad, aos reitores das federais na noite de quarta-feira (8) e divulgadas nesta quinta-feira (9). Pela proposta, o aluno poderá listar até cinco cursos em instituições diferentes. O processo de inscrição será exclusivamente pela internet. Segundo o MEC, a taxa de inscrição para alunos da rede particular será o mesmo cobrado no ano passado: R$ 35,00. Alunos da rede pública ou bolsistas em escola particular estarão isentos da taxa. O candidato poderá alterar as suas opções quantas vezes quiser até o encerramento do prazo d…

FIM DO CHORORÔ...

O governo anunciará na próxima segunda-feira (13) as medidas para socorrer as prefeituras, que enfrentam dificuldades financeiras por causa da queda nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), segundo informou o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

O ministro disse que os municípios mais dependentes do fundo terão prioridade. Bernardo e os ministros Guido Mantega (Fazenda), José Múcio (Relações Institucionais) e Dilma Rousseff (Casa Civil) se reuniram no final da tarde de ontem (8) com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para discutir o assunto, mas a proposta só será fechada na próxima semana.

“O presidente não gostou do formato exato da proposta que nós trouxemos. Vamos refazer as planilhas [Paulo Bernardo e Guido Mantega] e trazer na reunião de coordenação política e, na seqüência, reunião com o conselho político [formado por parlamentares da base aliada]”, disse Bernardo, após o encontro com Lula, sem informar o que desagradou e agradou o presidente na pr…

BRASIL PODE EMPRESTAR 4,5 MILHÕES AO FMI....

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, revelou nesta quinta-feira (9) que o Brasil foi convidado, pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), a fazer parte do chamado "Plano de Transações Financeiras" e, com isso, o país voltará a ser credor da instituição de crédito internacional até o fim deste mês, algo que não acontecia desde 1982. Com esta operação, poderá emprestar até US$ 4,5 bilhões ao FMI.