Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 17, 2009

AÉRCIO DEIXA DISPUTA PARA JOSÉ SERRA

Aécio desiste da candidatura a presidente e PSDB confirmará Serra.
O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, confirmou hoje que não vai ser candidato à Presidência da República, ano que vem e abre caminho para o PSDB confirmar o governador paulista José Serra como candidato. Aécio fez pronunciamento, em Belo Horizonte, e não permitiu perguntas. Aécio, de acordo com a Reuters, pode ser candidato a senador.
"Ao deixar a condição de pré-candidato à Presidência da República permito-me novas reflexões ao lado dos mineiros sobre o futuro, independente de nova missão política que por ventura possa vir a receber", disse. Nas últimas pesquisas, o governador de São Paulo aparece melhor posicionado, liderando a corrida.

Robinson Faria mais próximo de compor a chapa do DEM...

O PT e o PCdoB deram início às conversações no Rio Grande do Norte com vistas à sucessão do próximo ano. O ex-vereador petista Hugo Manso e o comunista Antenor Roberto defenderam o apoio à candidatura do vice-governador Iberê Ferreira (PSB) e apontaram o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo (PDT) como a alternativa mais viável para ocupar a vaga de vice na chapa governista. Já Robinson Faria tem dito que se tiver de ser vice será o vice de quem tem maior chance de vitória, ou seja, Rosalba Ciarlini, na avaliação dele e de boa parte de seus correligionários.

MERCADO DA BOLA...

Durante as férias dos atletas os clubes buscam reforços dentro e fora do país. Confira quais as possibilidades de contratação de sua equipe. CLICK AQUI e confira.

EM BUSCA DA SALVAÇÃO DO PLANETA...

China desmente ter desistido de acordo em Copenhague.

O embaixador chinês para questões climáticas disse nesta quinta-feira (17) que não perdeu as esperanças de que a conferência da ONU em Copenhague resulte em um acordo sólido, e qualificou como "rumor" a ideia de que outros representantes chineses teriam desistido de uma solução.
Yu Qingtai afirmou que Pequim deseja um acordo que reflita todos os avanços ocorridos em dois anos de negociações, além de deixar espaço para avanços em questões pendentes no ano que vem.
A conferência de Copenhague, que começou no dia 7, termina na sexta-feira (18), e a chance de um acordo parece cada vez mais remota, devido a divergências entre países ricos e pobres sobre quem deverá pagar a conta pelo combate à mudança climática.

Marcha mundial pela paz chega ao Brasil...

A cidade de Recife recebeu nesta quarta-feira (16) a Marcha Mundial pela Paz e Não-Violência. O movimento é uma iniciativa mundial que já passou por mais de 80 países e algumas regiões de conflito, como Israel e Palestina. No Brasil, ela fica até o Natal e passará ainda pela Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, respectivamente.

Nesse tempo serão realizados fóruns, encontros e conferências onde serão questionados temas sobre as violências econômicas, religiosas e sociais.Um dos objetivos do comitê de organização da marcha é a de trazer para dentro das escolas brasileiras o ensino sobre as questões de violência. Em solenidade hoje (16) no Palácio do Itamaraty, o Brasil abriu oficialmente a passagem da marcha e firmou compromissos com seus ideais.

A VOLTA DO CAMPEÃO...

Imagem
Antes de confirmar seu retorno a Fórmula 1 pela Mercedes, Michael Schumacher deve fazer testes na categoria de acesso, GP2. De acordo com o jornal alemão “Bild”, o piloto disputaria uma sessão em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, sede da empresa de investimentos “Ambar”, que detém 30% da equipe prateada.

Ainda segundo o diário alemão, os testes com o GP2 resolveriam o problema de Schumacher não poder pilotar um carro da última temporada, de acordo com regras da FIA. O regulamento apenas permite que ele realize sessões com carros de dois anos atrás, porém, o modelo de 2007 da Mercedes era da Honda, o que não seria similar ao motor V8 utilizado atualmente pela escuderia. Na última segunda-feira, o jornal inglês "Daily Mirror" publicou que Schumi aceitou uma proposta de R$ 57 milhões (£ 20 milhões) para correr pela Mercedes em apenas uma temporada, R$ 40 milhões (£ 14 milhões) a mais do que as primeiras especulações sobre a volta do heptacampeão mundial à categoria.