PF conclui que houve vazamento da prova do Enem...


Duas pessoas foram indiciadas: uma professora e o marido. Mulher viu o texto de apoio da redação, e informação chegou ao filho.

A Polícia Federal (PF) concluiu que houve vazamento da prova do Enem, aplicada no início do mês. Duas pessoas foram indiciadas. Elas são acusadas de violação de sigilo funcional. A PF não revelou os nomes dos indiciados.

Segundo a investigação, uma professora do município de Remanso, na Bahia, viu o texto de apoio da redação cerca de duas horas antes da aplicação da prova. Ela ligou para o marido em Petrolina, Pernambuco, que, por sua vez, contou para o filho. O menino, então, consultou professores sobre como fazer a redação, tendo como base o tema informado pelo pai.

A professora, que era aplicadora das provas, e o marido podem pegar até seis anos de prisão.

Dentre esse e outros problemas, como o da falha na impressão das provas e a inversão do gabarito, uma nova prova do Enem será realizada dia 15 de dezembro, mas só para alguns alunos que comprovaram o prejuizo.

A nova data do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para estudantes prejudicados pelos erros de impressão das últimas provas será o dia 15 de dezembro, uma quarta-feira. As provas de ciências da natureza e humanas, totalizam 90 questões e serão aplicadas às 13h, horário de Brasília.

Fonte: G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...