Presidente da OAB vê erro no Enem como “mais um desastre” na Educação...

Apesar da calma que é registrada neste dia final do Enem 2010, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, considerou neste domingo que os erros verificados no sábado são “mais um desastre na área da educação”,
Pelo segundo ano seguido o enem e alvo de critícas a respeito de erros graves nos procedimentos das aplicações da provas.

Depois do vazamento antecipado do gabarito das provas em 2009 o que resultou na mudança da data do enxame, em 2010 ocorrem novos problemas.

As provas amarelas, que deram problemas, foram aplicadas normalmente. Ministério da Educação admitiu, no sábado, que havia um erro na impressão do cartão-resposta entregue aos estudantes. No caderno de prova, os estudantes tinham de responder, em primeiro lugar, as questões de ciências humanas, cujas questões vinham numeradas de 1 a 45. Depois, vinham as perguntas de ciências da natureza, entre os números 46 e 90. Porém, a ordem estava invertida no cabeçalho do cartão-resposta, o que causou confusão entre os estudantes. O MEC prometeu criar, “nesta semana” um requerimento na internet para os estudantes pedirem a correção invertida.

Além do problema com o cartão-resposta, algumas provas de cor amarela tiveram questões repetidas ou erro na numeração dos itens.

Erros absurdos e inaceitáveis considerando que esse resultado pode conduzir, ou não, um aluno aos bancos de uma universidade.

Mais um dos vários erros do governo Lula, infelizmente não percebido pela maioria da população brasileira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...