Aumento aprovado pelo deputados pode chegar a 2 bilhões...


Levantamento da ONG Contas Abertas mostra que o aumento de 61,8% nos salários dos parlamentares, aprovado na quarta-feira pelo Congresso Nacional, vai gerar despesa de cerca de R$ 2,2 bilhões, levando em conta o reajuste das assembleias e câmaras de vereadores de todo país. O montante, se fosse usado como receita no Orçamento da União para aumento do salário mínimo, poderia custear pelo menos R$ 8,00 a mais nos vencimentos de 2011, além dos R$ 30,00 que o governo oferece, por enquanto. O salário mínimo previsto para o primeiro ano do governo Dilma Rousseff é de R$ 540,00.

Só com os deputados estaduais, o reajuste de 61,8% no salário dos deputados federais e senadores poderá gerar um gasto anual a mais de exatos R$ 121.377.285 nos estados assim que o novo vencimento for colocado em prática em Brasília. A Constituição vincula o contracheque das assembleias legislativas - e da Câmara Distrital - ao que é pago no Congresso. Os deputados estaduais e distritais têm direito a receber 75% do vencimento dos colegas federais. Na ponta do lápis, o vencimento mensal deles passará dos atuais R$ 12.384,07 para R$ 20.025.

Fonte: Dnonline

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...