Pular para o conteúdo principal

Dilma confirma mais 2 ministros e fecha equipe de governo...

Afonso Florence vai comandar o Ministério do Desenvolvimento Agrário.Iriny Lopes vai chefiar a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres.

Através de nota divulgada por sua assessoria de imprensa, a presidente eleita Dilma Rousseff confirmou o nome dos dois últimos ministros, fechando sua equipe do governo.

O deputado federal eleito Afonso Bandeira Florence (PT-BA) foi indicado para comandar o Ministério do Desenvolvimento Agrário, e a deputada federal Iriny Lopes (PT-ES) será a ministra-chefe da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres.

Com a indicação desses dois últimos nomes, o PT comandará o maior número de pastas no próximo governo: serão 17 ministros. O PMDB, partido do vice-presidente eleito Michel Temer, ficará com seis ministérios. O PSB foi contemplado com duas vagas. PDT, PR, PC do B e PP contarão com um ministro cada um. Outros oito indicados não têm partido.


Veja abaixo a lista completa com os nomes indicados:

-Alexandre Padilha (PT) - Ministério da Saúde

- Fernando Pimentel (PT) - Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

- Fernando Haddad (PT) - Educação

- Aloizio Mercadante (PT) - Ciência e Tecnologia

- Ideli Salvatti (PT-SC) - Ministério da Pesca

- Maria do Rosário (PT-RS) - Secretaria de Direitos Humanos

- Paulo Bernardo (PT-PR) - Ministério das Comunicações

- Antonio Palocci (PT-SP) - Casa Civil da Presidência

- Gilberto Carvalho (PT-SP) - Secretaria-Geral da Presidência

- José Eduardo Cardozo (PT-SP) - Ministério da Justiça

- Guido Mantega (PT-SP) - Ministério da Fazenda

- Miriam Belchior (PT-SP) - Ministério do Planejamento

- Luiza Helena de Bairros (PT) - Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial

- Tereza Campello (PT) - Ministério do Desenvolvimento Social

- Luiz Sérgio (PT-RJ) - Secretaria de Relações Institucionais

- Afonso Bandeira Florence (PT-BA) - Desenvolvimento Agrário

- Iriny Lopes (PT-ES) - Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres

-
Nelson Jobim (PMDB) - Ministério da Defesa

- Edison Lobão (PMDB-MA) - Ministério das Minas e Energia

- Wagner Rossi (PMDB-SP) - Ministério da Agricultura

- Pedro Novais (PMDB-MA) - Ministério do Turismo

- Garibaldi Alves (PMDB-RN) - Ministério da Previdência

- Moreira Franco (PMDB-RJ) - Secretaria de Assuntos Estratégicos

- Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) - Integração Nacional

- Leônidas Cristino (PSB) - Secretaria Especial de Portos

- Carlos Lupi (PDT) - Trabalho

- Alfredo Nascimento (PR-AM) - Ministério dos Transportes

- Mário Negromonte (PP) - Ministério das Cidades

- Orlando Silva Jr. (PC do B) - Ministério dos Esportes

-
Izabella Teixeira - Meio Ambiente

- Ana de Hollanda - Ministério da Cultura

- Helena Chagas - Secretaria de Comunicação Social

- Alexandre Tombini - presidência do Banco Central

- Luís Inácio de Lucena Adams - Advocacia Geral da União (AGU)

- Antonio Patriota - Relações Exteriores

- General José Elito Carvalho - Gabinete de Segurança Institucional

- Jorge Hage - Controladoria-Geral da União (CGU)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Tudo dentro do Script.
Sabe aquele filme de terror que tem muita trama, mentiras, traições, mas todo mundo sabe como acaba. Foi assim com a votação do Projeto de Lei 006/2017 enviado pelo prefeito de Nova Cruz, Targino Pereira e aprovado pela maioria absoluta da Câmara Municipal de Nova Cruz.
A Sessão Ordinária desta sexta-feira (30), mas que teve sabor de 13, marcou o fim dos trabalhos do primeiro semestre do Edis, mas manchou de forma imensurável a educação do município de Nova Cruz de forma negativa.
Um resultado previsível que ficou evidente que aconteceria logo após a realização da audiência pública pela clara posição dos vereadores naquele momento.
Não adiantou mostrar as perdas para a categoria e para os alunos, o plágio evidente do anexo IV de um projeto baiano; o não exito na cidade de Monte Alegre - RN quando foi lá implementado; a falta no documento de 10 anexos, dentre muitos outros melíficos que estavam nas entrelinhas.
Valeu de fato a submissão da bancada governista ao Poder …

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...