Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 3, 2010

Nova Cruz: Professores realizam caminhada e Ato Público...

Mesmo sob ameça de corte de ponto e desconto de salários os professores de Rede Municipal vão as ruas.


As ameças feitas pelo poder executivo municipal de Nova Cruz não foram suficientes para "afugentar" os professores que "lutam" para ter o direito de carreira assegurado conforme consta no Plano de Magistério.



Convocados pelo SINTE a realizar uma parada de dois dias em suas atividades de sala de aula os professores de Rede Municipal de ensino foram as ruas para dizer um basta na intransigência do governo Flávio Azevedo.
Saindo de frente a Câmara Municipal os professores precorreram a rua 18 de abril e a 13 de maio até chegar a Prefeitura Municipal.







Em Ato Público os dirigentes do SINTE explicaram a população os reais motivos que levaram a categoria em tomar a decisão de paralisar as atividades.




Os professores estão convocados para mais uma manifestação popular amanhã (04) as 8 horas de manhã na praça de eventos.

Professores são agredidos no interior da prefeitura de Nova Cruz...

Por relato de Francinaldo Soares (Diretor do SINTE - Regional de Nova Cruz).
Após o término do Ato Público realizado na manhã desta terça-feira (03) pelo professores de rede municipal de ensino de Nova Cruz, uma comissão entrou na prefeitura municipal com intuito de conversar com o prefeito Flávio Azevedo.
No interior do prédio foram recepcionados por uma funcionária que informou da ausência do prefeito, a comissão solicitou a possibilidade de conversar com o chefe de gabinete o que também foi negado como a justificativa que o mesmo se encontrava em reunião com a secretária de educação.
Depois houve um princípio de tumulto promovido por questionamentos da funcionária sobre o movimento.
A discussão motivou a participação de um outro funcionário da prefeitura que bastante agitado agrediu com empurrões o professor Antônio Barbosa.
Tentando acalmar os ânimos, o diretor do SINTE, Francinaldo Soares, explicou que não estavam ali para provocar brigas, mas encontrar uma saída pacífica para o probl…