Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 20, 2010

UFRN abre inscrição para concurso...

A Pró-Reitoria de Recursos Humanos da UFRN publicou Edital de Processo de Seleção para contratação de professores de ensino superior, nas classes auxiliar, assistente e adjunto.
As inscrições serão abertas nesta segunda-feira (20) e seguirão até o dia 22 de outubro.
A seleção será realizada no período de 16 de novembro a 10 de dezembro de 2010. Os salários vão de R$ 2.762 a R$ 7.333. São 80 vagas distribuídas nas áreas de Enfermagem, Farmácia, Saúde Coletiva, Medicina Clínica, Medicina Integrada, Odontologia, Filosofia, Geografia, Letras, Artes, História, Psicologia, Ciências Sociais, Engenharia da Computação de Automação, Estatística, Informática e Matemática Aplicada, Matemática e Ciências Contábeis.

OAB e ANJ reajem a críticas feitas por Lula...

A ANJ (Associação Nacional dos Jornais) e a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) reagiram aos ataques feitos pelo presidente Lula à imprensa ontem.
Em nota, a ANJ disse ser "preocupante" que o presidente manifeste desconhecimento em relação ao papel da imprensa em sociedades democráticas.
"O papel da imprensa, convém recordar, é o de levar à sociedade toda informação, opinião e crítica que contribua para as opções informadas dos cidadãos, mesmo aquelas que desagradem os governantes", declarou a associação na nota.
"Ele [Lula] jamais criticou o trabalho jornalístico quando as informações tinham implicações negativas para seus opositores", ressaltou a ANJ. O presidente da OAB, Ophir Cavalcante, também criticou o teor do discurso de Lula.
"Esse é um país onde a imprensa é livre. Denúncias sempre existiram, hoje e antes, quando o presidente estava na oposição", afirmou.
Fonte: Folha de S.Paulo

Violência nas escolas...

Nosso leitor, Rogério Soares, sugeriu e estamos postando uma reportagem do Fantástico sobre violência nas escolas.
Professores resolvem conflitos no DF na base da conversa
Pesquisa encomendada pela Secretaria de Educação do Distrito Federal mostra que 69,7% dos alunos da rede pública afirmam já ter visto algum tipo de agressão física no colégio. Em uma escola pública de periferia, a violência era tamanha que os alunos se atacavam a facadas. Até que, um dia, começou uma revolução do bem. É um exemplo para todo o Brasil.Click aqui para ler a matéria completa.