Postagens

Mostrando postagens de Outubro 19, 2010

Dilma amplia vantagem, afirma Vox Populi...

Imagem
Vox Populi: Dilma tem 51%, Serra tem 39% e indecisos somam 4%.
Pesquisa Vox Populi/iG divulgada nesta terça-feira mostra que a vantagem da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, em relação ao tucano José Serra aumentou para 12 pontos percentuais. Segundo o Vox Populi, Dilma tem 51% contra 39% de Serra. Na última pesquisa, realizada nos dias 10 e 11 de outubro, a vantagem era de 8 pontos (Dilma tinha 48% e Serra 40%). Os votos brancos e nulos permaneceram em 6% e os indecisos passaram de 6% para 4%.
Se forem considerados apenas os votos válidos (sem os brancos, nulos e indecisos) a vantagem subiu de 8 para 14 pontos. Dilma tinha 54% e passou para 57%. Serra caiu de 46% para 43%. A margem de erro da pesquisa é de 1,8 ponto percentual para mais ou para menos.
A candidata do PT tem o melhor desempenho na região Nordeste, onde ganha por 65% a 28%. Já Serra leva a melhor no Sul, onde tem 50% contra 41% da petista. No Sudeste, que concentra a maior parte dos eleitores, Dilma tem 47% con…

Banco do Brasil e Petrobras custeiam revista da CUT pró-Dilma ...

Proibida de circular pela Justiça Eleitoral pelo conteúdo favorável à campanha de Dilma Rousseff (PT), a edição deste mês da "Revista do Brasil", vinculada à CUT (Central Única do Trabalhador), teve anúncios pagos por Petrobras e Banco do Brasil, informa reportagem de Silvio Navarro, publicada nesta terça-feira pela Folha de São Paulo.
A estatal e o banco confirmam que são anunciantes da revista, mas se recusaram a informar o valor repassado.
Ontem, o ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Joelson Dias determinou a interrupção da circulação da revista, cuja tiragem é de 360 mil exemplares mensais.
Fonte: Folha online

Apertando o cinto...

Governo publica decreto para controlar pagamentos.
O governador Iberê Ferreira de Souza (PSB) assinou decreto no último dia 15 que estabeleceu normas e prazos para o encerramento da execução orçamentária e financeira do exercício de 2010.
Trocando em miúdos, o documento visa limitar as despesas e pagamentos que serão feitas pelo governo até o final do ano para que haja saldo suficiente para o pagamento das dívidas da administração.
Iberê quer evitar ser responsabilizado por crime de improbidade administrativa, uma vez que a Lei de Responsabilidade Fiscal não permite a um ex-governante remanescer dívidas sem os respectivos recursos para pagamento. A ordem, segundo o secretário estadual de Planejamento e Finanças (Seplan), Nelson Tavares, é apertar os cintos onde for possível.
Fonte: Tribuna do Norte