Isto merece uma explicação...

O blog da Pascom que divulga os eventos religiosos da Paróquia de Nova Cruz, e diga-se de passagem realiza um excelente trabalho,  publicou a programação das festividades de Nossa Senhora da Piedade, padroeira do bairro Frei Damião, em Nova Cruz.

Na matéria foi divulgado as atrações musicais do último domingo (30) e da segunda-feira (31).

Dia 30 - Show louvor ao lado da Igreja. A atração foi a banda religiosa Recomeçar, de Nova Cruz.

Dia 31 - Show´s religiosos, como a cantora Fatima Santos e Ministério de Música da RCC.
 
 
Pórem, no dia 15 de janeiro do Diário Oficial de estado publicou o extrato de inexigibilidade de licitação  das atrações musicais para animar a festa nos dias 30 e 31 de janeiro com as bandas Saia Justa e Forró Bem Bolado.
 
PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA CRUZ
EXTRATO DA INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO

CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Nova Cruz / RN

CONTRATADO: LIMA PROMOÇÕES ARTÍSTICAS LTDA

OBJETO: apresentação das bandas musicais Saia Justa e Forro Bem Bolado, por ocasião da festa de Nossa Senhora da Piedade, que acontecerão dias 30 e 31 de janeiro 2011.

BASE LEGAL: Artigo 25, Inciso III, da Lei Federal nº 8.666/93 e suas alterações, com as justificativas anexas ao processo.

Valor do contrato de R$ 40.000,00 (quarenta mil reais). RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS: 3.3.90.39 – Outros Serviços de Terceiros/PJ, constante no orçamento vigente.

RECURSOS FINANCEIROS: FPM, ICMS e Receita Tributária.

Nova Cruz/RN, em 14 de janeiro de 2011.

Flavio Azevedo Rodrigues de Aquino – Prefeito Municipal
 
Para ver a matéria direto do Diário Oficial CLICK AQUI.
 
Como as bandas não se apresentaram nos dias marcados,  a população espera uma explicação por parte do executivo.  E como o dinheiro sai do bolso do  contribuinte é preciso ficar claro se o contrato foi cancelado ou as bandas irão se apresentar em outro momento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...