Plano de Combate à Dengue...

Secretário de Saúde, Domício Arruda, anuncia plano de contingência para combater a dengue no Estado.

O Rio Grande do Norte é um dos Estados de alto risco de dengue, segundo dados do Ministério da Saúde. De 2009 para 2010, os casos da doença no Estado aumentaram cerca de 180% e a tendência é que esse número aumente mais ainda em 2011.

Para discutir o assunto, o secretário estadual de Saúde, Domício Arruda, esteve esta semana em Brasília. Ele participou de uma reunião entre os 16 secretários de Saúde dos Estados com maior risco de dengue e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Para impedir uma epidemia o Secretário de Saúde, Domício Arruda, apresentou o plano de ação e ser executado pelos órgãos competentes. Veja abaixo:

Plano de contingência

No começo de fevereiro, cinco leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) serão abertos no Hospital Infantil Maria Alice Fernandes, localizado na Zona Norte de Natal. Além disso, a Sesap está equipando 18 leitos de unidade semi-intensiva no Hospital Walfredo Gurgel.

O combate deve se concentrar na melhoria de limpeza urbana. “Um fato que agrava a proliferação do mosquito é o sistema de abastecimento de água feito com caixas d’água. Todo imóvel possui um reservatório e nem todos são tratados como deve”, enfatizou Domício.

Quanto às medidas de combate feito com carro fumacê, o secretário disse que o Estado está com os equipamentos necessários para realizar o trabalho. “O RN tem 16 carros, as unidades móveis existentes são suficientes os insumos estão disponíveis. A população tem que entender que o fumacê deve ser utilizado em alguns casos analisados pelo pessoal técnico. O fumacê não acaba com o mosquito, mas a presença dos carros nas ruas tranquiliza a população”, assinala Domício Arruda.

Fonte: Secom/RN

DO BLOG:

Claro que medidas emergências devem ser tomadas para que a população não sofra com uma  possível epidemia, porém mais uma vez caímos na política da saúde assistencialista/imediatista  ao invés da saúde preventiva. Esperamos que o competente médico Domício Arruda, ao longo de sua gestão a frente da SESAP consiga mudar essa tônica tão comum em nosso cotidiano.

Outro fato muito relevante são as campanhas de conscientização. Infelizmente no Brasil a educação sempre está em segundo plano. Esse tipo de doenças, típidas de países de 3º mundo, estão relacionadas a falta de uma educação adequada de higiene e limpeza como também a conscientização da população quanto ao problema (por enquanto apenas na tv - pelo Governo Federal - vem ocorrendo os alertas). Por isso a intensificação das campanhas e a presença do agentes de endemias nas comunidades são de vitais importância.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...