Pular para o conteúdo principal

Grupo do PMDB lança manifesto...

Em litígio com a cúpula do PMDB, um grupo de deputados do partido do vice-presidente Michel Temer decidiu formalizar suas divergências num manifesto.

O grupo se autointitula “Afirmação Democrática”. Reúne 12 deputados – o equivalente a 15% da bancada do PMDB na Câmara, hoje com 79 membros.

Prevê-se para esta terça (8) a divulgação do documento com a plataforma que vai guiar a ação parlamentar do naco descontente do PMDB.

No texto, os rebelados recusam a qualificação de dissidentes. Apresentam-se como uma “corrente partidária” insatisfeita com os rumos da legenda.

Uma ala que deseja se diferenciar “da prática fisiológica e obscura” que conspurca a imagem do PMDB, conferindo-lhe papel subalterno.

O manifesto surge num instante em que o PMDB guerreia com o PT pelas poltronas do segundo escalão do governo Dilma Rousseff.

São signatários da peça deputados de seis Estados: Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraíba e Maranhão.

Entre eles Raul Henry (PE), Osmar Terra (RS), Darcísio Perondi (RS), Alceu Moreira (RS), Osmar Serraglio (PR), Edinho Bez (SC), Mauro Mariani (SC) e Fábio Trad (MS).

Afora a condenação ao fisiologismo, o manifesto propõe uma “nova agenda”. Algo que credencie o PMDB a lançar candidato à Presidência em 2014.

Entre os tópicos listados no documento estão: reforma política, reforma tributária, regulamentação da Emenda 29 (que destina verbas à Saúde)...

...Apoio a iniciativas que melhorem a qualidade do gasto público e tonifiquem a capacidade de investimento do Estado...

...E a formulação e aprovação de uma “lei de responsabilidade educacional”.

O grupo anota no manifesto que o PMDB é o “fiel da balança do processo democrático brasileiro”.

Realça que o partido carrega em seus quadros “grande número de lideranças autênticas”. Gente que não se confunde com o pedaço fisiológico da legenda.

Sustenta que o PMDB é a grande força de “centro-esquerda” do país. E, como tal, deve “ocupar seu espaço político com propostas, capacidade de articulação e comportamento ético”.

O grupo tem a pretensão de crescer de uma dúzia para pelo menos duas dezenas de integrantes.

Deseja-se atrair para a nova “corrente” também senadores que têm atuação “independente”.

Gente como Jarbas Vasconcelos (PE), Luiz Henrique (SC), Pedro Simon (RS) e até o protolulista Roberto Requião (PR).

Fonte: Blog do Josias de Souza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Tudo dentro do Script.
Sabe aquele filme de terror que tem muita trama, mentiras, traições, mas todo mundo sabe como acaba. Foi assim com a votação do Projeto de Lei 006/2017 enviado pelo prefeito de Nova Cruz, Targino Pereira e aprovado pela maioria absoluta da Câmara Municipal de Nova Cruz.
A Sessão Ordinária desta sexta-feira (30), mas que teve sabor de 13, marcou o fim dos trabalhos do primeiro semestre do Edis, mas manchou de forma imensurável a educação do município de Nova Cruz de forma negativa.
Um resultado previsível que ficou evidente que aconteceria logo após a realização da audiência pública pela clara posição dos vereadores naquele momento.
Não adiantou mostrar as perdas para a categoria e para os alunos, o plágio evidente do anexo IV de um projeto baiano; o não exito na cidade de Monte Alegre - RN quando foi lá implementado; a falta no documento de 10 anexos, dentre muitos outros melíficos que estavam nas entrelinhas.
Valeu de fato a submissão da bancada governista ao Poder …

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...