Oposição: Ser ou não ser...

A famosa frase "Ser ou não ser, eis a questão" ( no original em inglês: To be or not to be, that's the question - da peça "A Tragédia de Hamlet, principe da Dinamarca", de William Shakespeare), entra na história política de Nova Cruz com uma luva.

A população novacruzense começa a perceber que alguma coisa está acontecendo no comando político do município, diante da tomada de posição do ex-prefeito Cid Arruda (PMN) em anunciar seu rompimento como o grupo político que elegeu Rosalba Ciarlini (DEM ) para governar o RN.

Porém, essa problemática teve início deste 2010, quando ao iniciar os processo político, a família Andrade (liderada pelo ex-vice-prefeito Max Andrade – PR ) anunciou rompimento com o prefeito Flávio Azevedo (PMDB) e conseqüente apoio a candidatura de Iberê Ferreira (PSB) na disputa ao governo do Rio Grande do Norte.

Daí então tínhamos três grupos políticos: O liderado por Flavio Azevedo apoiando a candidatura de Rosalba, o segundo grupo liderado por Cid Arruda, também votando em Rosalba (ou Robinson Faria) como queiram, e o terceiro grupo comandados por Max e João Paulo Andrade que apoiavam Iberê Ferreira.

Mas a “sopa de letrinhas” se confundiam nos demais candidatos, era um tal de votar numa coligação para governo e escolher candidatos de outra coligação para eleição proporcional que ninguém sabia distinguir que era oposição ou situação, aqui em Nova Cruz.

As eleições passaram e tudo se encaminhava para um cenário bem claro logo no início de 2011, com as distribuições de cargos que deveriam ser destinados a Flavio Azevedo e Cid Arruda.

Porém, a governadora priorizou o atual prefeito e Cid Arruda, rompeu.

A decisão de Cid gerou uma problemática para as eleições 2012 em relação aqueles “fies escudeiros” em se manter em seu grupo político, mantendo a tão em falta “coerência política” ou migrar para situação.

O fato é que para muitos, estava desenhando um novo quadro político para as próximas eleições em Nova Cruz para 2012, com Cid e Max saindo revigorado, como líderes absolutos de um imenso grupo de seguidores empenhados em mantê-los fortes e com seus propósitos de derrotar o atual prefeito. O primeiro por ter feito parte do grupo que elegeu a governadora e o segundo pelo fato de assumir e liderar a oposição à candidatura apoiada por Flavio.

Porém a famosa mosca azul do poder vem picando alguns novacruzenses e o quadro político vem tomando novas conotações.

Quem viver verá o desenlace desta história que deve começar a delinear novas situações logo após o carnaval. Mas não podemos esquecer que para  manter viva uma oposição forte é preciso voz e ação.

To be or not to be ?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz não tem como dar incentivo fiscal a empresa, diz Prefeito Targino Pereira, em matéria da InterTV...