Existe autônomia na Gestão Democrática?

Na teoria as eleições diretas nas escolas veio para além de proporcionar a democratização nas escolas públicas do RN favorecer a autonomia dos diretores eleitos.

Pois, isso na teoria, porque na prática quem manda nas escolas são as diretorias regionais.

Para evidenciar essa situação, o blog recebeu uma denuncia a esse respeito ocorrido na 3ª DIRED de Nova Cruz - RN.

Vamos ao caso:

Em 2011 foi implementado pelo governo do estado o rol online, onde o servidor é implantando em suas funções diretamente pelo diretor da escola (ou Dired).

Um professor da Escola Estadual Ocila Bezerril, em Montanhas - RN - Jurisdicionada a 3ª DIRED - apresentou na escola um atestado de readaptação com 300 dias de afastamento das funções de professor. Um mês depois o professor readaptado apresentou o desejo de retornar a sala de aula o que foi negado pelo diretor da escola Roberto Fernandes Cavalcante.

Como para tudo na vida existem pelo menos duas saídas a DIRED foi o cano de escape para o problema.

O professor procurou o setor administrativo da 3ª DIRED e mesmo sem autorização do diretor, foi implantado em sala de aula, diretamente pelo poder hierarquicamente superior a direção da escola.

NOSSA OPINIÃO:

Por essas e outras situações é que nos posicionamos contrário as eleições diretas nas escolas. Essa é só mais uma forma de camuflar uma "falsa democracia" e "falsa autonomia" dos diretores.

Na  verdade quem manda é o governo do estado, em primeira instância, e as Direds como representantes direto do governo e ponto final.

E para finalizar fica a indagação: Como fica o diagnóstico feito pelo médico que afastou o professor por 300 dias de sala de aula?

Será que o professor foi reavaliado pelos técnicos da DIRED e teve o atestado revogado?

É como dizia um velho amigo: "Maldito é aquele poder que não pode".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...