Governo vai a justiça conta PCCR...

Ao confirmar teor de reportagem publicada na edição de sábado da TRIBUNA DO NORTE, dando conta de que o governo estuda a ilegalidade e a inaplicabilidade dos planos de cargos e salários aprovados ano passado, o secretário-chefe do Gabinete Civil, Paulo de Tarso Fernandes, afirma que a polêmica sobre os aumentos aos servidores estaduais pode ser levada ao Supremo Tribunal Federal.

Paulo de Tarso deixa claro que os projetos aprovados pela gestão anterior são ilegais.

"Se for o caso, os tribunais serão chamados para declarar a inconstitucionalidade", afirma o secretário.

Ele diz também que a discussão deverá ser retomada na Assembleia Legislativa. O secretário explica que os estudos em andamento no governo vão indicar as opções que serão oferecidas aos servidores nas negociações.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nova Cruz não tem como dar incentivo fiscal a empresa, diz Prefeito Targino Pereira, em matéria da InterTV...

Ex-Prefeito de Nova Cruz é citado na delação de Fred Queiroz...