Acaba a greve dos professores...

Com a maior humilhação que a categoria já sofreu.

Depois de 80 dias de greve, na tarde de ontem, quarta-feira (20), diante da intransigência do governo e da decisão judicial de determinar a ilegalidade da greve, não sobrou outra alternativa aos professores senão retornar as atividades.

Foi a maior paralisação já acontecida no estado e também a maior humilhação imposta por um governo a categoria dos professores.

Sentimento que a categoria vai levar para a sala de aula,  além dos baixos salários, a certeza da falta de compromisso do governo para com a educação.

Sobre o assunto a professora que se tornou símbolo desse movimento, Amanda Gurgel, fez os seguintes comentários:

"Essa decisão não reflete o sentimento da categoria. Muitos professores saíram dizendo que não sabiam como iriam olhar para os alunos por conta do constrangimento a que fomos submetidos e pelas ameaças feitas pela governadora e pelo Poder Judiciário"

"A nossa realidade não muda. Os professores estão arrasados. Fomos tratados com humilhação com essa intervenção do Judiciário. Não temos condições psicológicas de voltar às aulas".

Já a diretora do Sinte-RN, Fátima Cardoso, disse que ou o governo para de brincar de fazer educação ou outra greve já fica agendada para o início de 2012.

"Esse Governo brinca de fazer Educação. Ou a governadora tem uma políticia propositiva, ou não iniciaremos o próximo ano letivo", garantiu.

Cabe agora aos professores juntar a dignidade que ainda restou e não aceitar as imposições autoritárias das Direds e diretores de algumas escolas que jogam, literalmente, no time do governo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...