Pular para o conteúdo principal

Manutenção de greve não é afronta a justiça...

Após a realização da assembleia dos professores, ontem quinta-feira(14), que decidiu pela manutenção da greve, a coordenadora geral do Sinte, Fátima Cardoso(foto), fez algumas considerações sobre o movimento.

Segundo Fátima Cardoso, a decisão dos professores de manter a greve, apesar da determinação do TJRN, não representa uma afronta à justiça.

Para ela, o entendimento dos trabalhadores é de que a contraproposta apresentada pela diretoria ao governo ainda pode ser negociada. “Por isso os trabalhadores optaram por se manterem mobilizados”, diz Fátima.

De acordo com a coordenadora do Sinte, na contraproposta que o Sindicato apresentou ao Governo, os valores a serem pagos aos professores seriam divididos da seguinte forma: 34% este ano, 21,76% no mês de janeiro de 2012 e de lá até junho para a integralização da tabela, que foi proposta na revisão do Plano de Carreira do magistério.

“Caso a proposta feita pelo Sindicato ao Governo não seja atendida, os professores terão perdas cada vez mais significativas, até mesmo em relação a outras categorias do funcionalismo publico que já entraram em acordo com o Estado”, enfatiza Fátima Cardoso.

Para ilustrar essas perdas, Fátima explica que, no mês de dezembro, categorias das Administrações Direta e Indireta terão um ganho 100% maior que o magistério.

Como exemplo, ela cita um servidor com nível superior em início de carreira. Esse trabalhador começaria a carreira com um salário de R$2.550. Enquanto isso, um professor com nível superior iniciaria sua carreira com um salário de R$1.264.

Além da manutenção da greve, os trabalhadores definiram na assembleia  a realização de uma reunião do Comando de Greve nesta sexta-feira (15). O encontro será às 14h30 na sede do Sinte.

Também será feita uma visita a Escola Almirante Tamandaré, em Extremoz, para averiguar a denúncia de substituição de profissionais no local; mobilização nas escolas; veiculação de notas na TV e a realização de uma nova assembleia na próxima segunda-feira (4), às 14h30, na Escola Winston Churchill.

Vale lembrar que em Nova Cruz, também há diretores eleitos pela comunidade escolar, que estão jogando no time do governo e precionando os professores a voltarem para sala de aula, incluisive colhendo assinaturas dos que retornarão ao trabalho. Inadimissível, considerando que as eleições diretas para diretores tinham como principal propósito que o gestor das escolas deixassem de ser "pau mandado" do governo. Diretores do SINTE fiquem atentos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Tudo dentro do Script.
Sabe aquele filme de terror que tem muita trama, mentiras, traições, mas todo mundo sabe como acaba. Foi assim com a votação do Projeto de Lei 006/2017 enviado pelo prefeito de Nova Cruz, Targino Pereira e aprovado pela maioria absoluta da Câmara Municipal de Nova Cruz.
A Sessão Ordinária desta sexta-feira (30), mas que teve sabor de 13, marcou o fim dos trabalhos do primeiro semestre do Edis, mas manchou de forma imensurável a educação do município de Nova Cruz de forma negativa.
Um resultado previsível que ficou evidente que aconteceria logo após a realização da audiência pública pela clara posição dos vereadores naquele momento.
Não adiantou mostrar as perdas para a categoria e para os alunos, o plágio evidente do anexo IV de um projeto baiano; o não exito na cidade de Monte Alegre - RN quando foi lá implementado; a falta no documento de 10 anexos, dentre muitos outros melíficos que estavam nas entrelinhas.
Valeu de fato a submissão da bancada governista ao Poder …

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...