Flávio Azevedo comete gafe em entrevista na rádio Talismã FM...

Depois da máquina Remington, prova do IDEB, agora é a vez do empréstimo consignado.

Ao que parece o prefeito de Nova Cruz, incorporou outros folclóricos políticos que ao longo de suas carreiras na vida pública ficaram marcados pelas gafes que cometeram.

O atual prefeito de Nova Cruz, Flávio Azevedo, já cometeu pelo menos três que irão ficar na história.

Vamos relembrar:

1ª – No debate com CID em 2004

Flávio Azevedo estava participando de debate para as eleições 2004 com o então prefeito e candidato a reeleição Cid Arruda, quando Cid em um de seus comentários disse que havia encontrado a prefeitura sem nenhuma estrutura e havia informatizado todos os setores, pois quando assumiu  só havia uma máquina de escrever da Marca Remington.

Na réplica, Flávio disse que queria chegar a prefeitura não para levar uma máquina Remington, mas VÁRIAS MÁQUINAS Remingtons.

(Para substituir os computadores – imagina!)

2ª – No debate com Germano em 2008

Na eleição seguinte, Flávio disputou contra seu primo Germano Targino. Também em um debate, Germano perguntou a Flávio o que ele entendia por IDEB.

Na resposta Flávio não sábia o significado da sigla e saiu com mais uma dizendo que os alunos fazem a prova do IDEB para o governo saber como está a educação.

(Prova do IDEB essa foi boa)

3ª Na entrevista na Rádio Talismã.

Essa superou as outras duas. Ontem, sexta-feira (02) a Rádio Talismã de Belem – PB, realizou uma entrevista com o prefeito Flávio Azevedo, na segunda parte do programa, a dinâmica era do prefeito responder as perguntas dos ouvintes.

Uma dessas perguntas reportou-se ao não repasse a CEF do empréstimo consignado dos funcionários o que ocasionou na negativação do nome junto ao crédito.

Na resposta o prefeito colocou a culpa na gestão anterior por ter liberado o empréstimo e com isso a prefeitura estava com dificuldades de fazer os repasses para o instituição financeira credora.

(Descontos em folha interferem nas contas da prefeitura, só em Nova Cruz mesmo, viu!)

Mal sabe ele que quando se faz um empréstimo consignado, o órgão empregador (no caso a prefeitura) serve apenas de intermediário para instituição financeira, desconta as parcelas do salário do funcionário e repassar esse valor ao credor. Simples assim, sem nenhum ônus ou contrapartida da prefeitura, entendeu prefeito.

Comentários

  1. O que esse Homem esta fazendo na PREFEITURA?
    Só Jesus na CAUSA....

    ResponderExcluir
  2. Acredito que toda a entrevista foi um fiasco pois,Flávio não prestou atenção nas perguntas q foram feitas ficava perguntando a um e outro para lembrarem o q foi perguntado.Não disse coisa com coisa comprou realmente q o hospital está em péssimo estado com a lista de atendimentos dentre outras cooisas...Simplesmente Horrível

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus do Ceuu.. Aonde o Povo de Nova Cruz foi de meter..

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...