Violência nas escolas: A que ponto chegamos...

Briga entre alunos termina com agressão por arma branca.

Como o passar o tempo, as mudanças nas formas de ensino ao invés de trazer uma evolução proporcionou em verdadeiro retrocesso nas sistemáticas de trabalho dentro dos estabelecimentos de ensino.

As famosas técnicas pedagógicas, direitos demasiados para os alunos, aberturas para uma "falsa democracia" nas  gestões escolares, perda de autonomia por parte do professor,  trouxeram para um local onde deveria haver formação cidadã, uma verdadeira insegurança por parte dos componentes das escolas.

Quantas matérias já foram divulgadas na impressa que trata de agressões de alunos a professores, de aluno como aluno e o terrível massacre que aconteceu no início deste ano numa escola do Rio de Janeiro.

Se providências enérgicas e emergências não forem tomadas o espaço no interior das escolas irão se transformar em verdadeiras praças de combate.

E isso não só acontece em grandes centros, pois na manhã desta sexta-feira (16) uma briga entre alunos de Escola Estadual Djalma Marinho, em Nova Cruz, culminou numa agressão física por parte de um menor de 14 anos, com uma arma branca (faca) deferindo três cutiladas e causando ferimentos em outro menor, também  aluno, que ao ser atendido no hospital regional de Nova Cruz foi encaminhado para Natal.

Infelizmente, temos que divulgar notícias como essas. Fato que deve ser inaceitável acontecer no interior de uma escola.

Deixamos esse espaço a inteira disposição dos dirigentes da escola para, caso desejem, possam se pronuniciar sobre o ocorrido.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...