Postagens

Mostrando postagens de Abril 5, 2011

Provas podem fazer cair o governo Rosalba...

Processo que pede a cassação do diploma de Rosalba está em fase de produção de provas no TSE
O Ministro Aldir Passarinho Júnior, do Tribunal Superior Eleitoral(TSE), é o relator do processo que pede a cassação da governadora Rosalba Ciarlini e do vice-governador Robinson Faria. O processo está em fase de produção de provas.
Rosalba e Robinson são acusados, pela coligação que apoiou o ex-governador Iberê Ferreira, de abuso de poder econômico, uso indevido dos meios de comunicação e propaganda eleitoral irregular.
Os dois pediram para incluir provas no processo. Eles querem apresentar documentos e indicaram três testemunhas para serem ouvidas.
O ministro Passarinho Junior aceitou o pedido de produção de prova “documental, testemunhal e também o depoimento pessoal dos recorridos”. Depoimento deverá ser tomado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte(TRE/RN).
Além do processo contra Rosalba, mais oito recursos pedindo a cassação de governadores eleitos em 2010 tramitam no TSE.

No Brasil é assim que acontece...

‘Mensalão é página virada’, diz líder do governo na Câmara

O líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), afirmou nesta segunda-feira (4) que o mensalão é uma “página virada” na Casa e que os trechos do relatório final da Polícia Federal sobre o suposto esquema de corrupção, publicados pela revista “Época”, “não têm nenhum fato novo”.
O petista criticou o que chamou de “agitação política” em torno do caso e afirmou que o suposto esquema de compra de apoio político ao governo no Congresso ainda está em investigação no Supremo Tribunal Federal (STF).
“O julgamento será feito por parte do Supremo Tribunal Federal e não [cabe] agitação política. Esse é um assunto que já foi bastante divulgado, bastante investigado e está sendo julgado pelo STF. Não tem nenhum fato novo, nenhuma denúncia nova”, disse Vaccarezza.
As declarações do líder do governo ocorreram após a oposição cobrar explicações dos integrantes da base governista no Congresso citados no relatório da PF. Para Vac…

PMN faz críticas ao vice-governador...

O Partido da Mobiliação Nacional não recebeu com tranquilidade a notícia sobre a saída da legenda do vice-governador Robinson Faria e o grupo liderado pelo ex-presidente da Assembleia Legislativa. Alegando que não receberam a informação por parte do próprio Robinson ou do deputado federal Fábio Faria, a direção da legenda disse que a maneira correta para deixar o partido seria a apresentação da carta de desfiliação antes de divulgarem que vão ingressar em outro partido.
Em 2008, quando passou a comandar o Partido Progressista, Robinson e parte de seu grupo iriam para a legenda que foi presidida pelo ex-deputado Nélio Dias, que comandou o partido até o dia de sua morte. Porém, como a regra da fidelidade partidária impediu a mudança da legenda, Robinson permaneceu no PMN. Agora, com a criação de um novo partido, o deputado e seu grupo poderão ingressar na legenda que será comandada por Gilberto Kassab, prefeito de São Paulo.

Fonte: Tribuna do Norte