Postagens

Mostrando postagens de Maio 25, 2011

ROSALBA: O governo das greves...

Onda de greves: 12 categorias param até a próxima semana .
Natal está à beira do caos com a deficiência do serviço público ocasionada pela onda de greves que foram deflagradas na última semana. Ontem, funcionários de quatro Centrais do Cidadão se somaram a outras 11 categorias que estão de braços cruzados ou prestes a fazer isso: motoristas de ônibus, policiais civis, professores, funcionários do Detran, Idema, Emater e Tributação, além dos servidores da Procuradoria Geral do Estado (PGE), os médicos da rede estadual e os técnicos do Idiarn (fiscalização agropecuária), que também prometeram paralisar suas atividades.
Fonte: dnoline
DO BLOG:
Com todo esse caos instaurado, o governo mostra-se irredutível em negociar com as categorias para tentar minimizar os problemas. Como é de praxe, coloca-se a culpa nos governos antecessores e o povo é quem paga a conta.
Todo cargo eletivo é dotado de ônus e bônus, isso todos sabem. Então senhora governadora se o ônus está muito elevado, renuncie ao carg…

Greve: Datas das mobilizações...

A direção do Sinte convoca toda a categoria a participar de uma Plenária Geral na próxima quinta-feira (26). A atividade será realizada em conjunto com outras categorias como as que integram o Sinai, o Sinpol, o Sindsaúde, além dos estudantes. A mobilização será no largo Machadinho, às 9h.
Para o próximo dia 31 (terça-feira). A reunião será realizada na Escola Estadual Winston Churchill, às 8h30. Serão discutidas questões relativas à greve.

Já no site do governo do estado tem a seguinte matéria:

O Governo do Estado pretende negociar com as categorias de maneira global, ou seja, em conjunto, considerando que o funcionalismo público é um só. Porém, isso não significa que os reajustes prometidos serão concedidos. Atualmente, as leis aprovadas em 2010 na Assembleia Legislativa do RN não podem ser aplicadas por causa da Lei de Responsabilidade Fiscal - LRF, uma lei federal que estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal.