Pular para o conteúdo principal

Vereador denuncia Micarla por maquiar números para encobrir Lei de Responsabilidade Fiscal...

O vereador Raniere Barbosa, em entrevista ao programa COMITE DE IMPRENSA, comandado pela jornalista Flávia Urbano, na TV Câmara, revelou a conduta lesiva à ética, à moralidade e à transparência da Prefeita Micarla de Sousa.

Barbosa denuncia que a prefeita forjou publicação oficial, onde deveria constar o percentual gasto com pessoal. Nesta publicação, obrigatória para ser enviada anualmente à STN (Secretaria do Tesouro Nacional), Micarla teria maquiado números. O limite prudencial que não pode ultrapassar os 54% teria chegado ao patamar de 56,08% e a prefeita teria publicado e enviado à STN o falso percentual de 51,08%.

Para não correr o risco de ficar sem receber transferências voluntárias (convênios) Micarla forjou esse número. Mas a prefeitura do Natal feriu a Lei de Responsabilidade Fiscal ultrapassando o limite prudencial permitido por lei que é de até 54%. Segundo Raniere, a prefeita falsificou um documento, o que poderia incorrer em crime de improbidade.

Raniere diz, ainda, que existe uma duplicidade nessa informação distribuída aos órgãos de controle. Ao TCE a prefeita enviou o percentual correto (56,08%), já à STN esse número foi forjado (51,08%).

O Relatório das Contas Anuais (exercício 2009), diz que o poder executivo municipal descumpriu os limites percentuais máximos permitidos pela Constituição Federal, artigo 169 e explica que o “executivo ultrapassou o limite prudencial e legal, onde de acordo com a LRF, implica em impedimento para receber transferências voluntárias (convênios)”. E completa: “A Prefeitura do Natal se encontrava em uma situação confortável em relação às despesas com pessoal no exercício 2008, com 45,38%, sendo que o Município acrescentou despesas com pessoal no ano de 2009 e ficou no limite com a referida despesa”.

O fato é grave e essas contas de 2009 da Prefeita Micarla de Sousa estão na pauta para ser votada, juntamente com as contas do ex-prefeito Carlos Eduardo, exercício de 2008. Apesar dessa grave conduta apontada pelo vereador nas contas de Micarla, ambos os gestores tiveram as suas contas aprovadas pelo TCE com ressalvas. Diante do exposto, o vereador republicano lança a pergunta:

“Como os vereadores irão se comportar diante desse fato? Irão desaprovar as contas de Carlos Eduardo e aprovar as de Micarla? A partir de qual critério? Técnico ou político?

Fonte: Blog de Robson Pires

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Tudo dentro do Script.
Sabe aquele filme de terror que tem muita trama, mentiras, traições, mas todo mundo sabe como acaba. Foi assim com a votação do Projeto de Lei 006/2017 enviado pelo prefeito de Nova Cruz, Targino Pereira e aprovado pela maioria absoluta da Câmara Municipal de Nova Cruz.
A Sessão Ordinária desta sexta-feira (30), mas que teve sabor de 13, marcou o fim dos trabalhos do primeiro semestre do Edis, mas manchou de forma imensurável a educação do município de Nova Cruz de forma negativa.
Um resultado previsível que ficou evidente que aconteceria logo após a realização da audiência pública pela clara posição dos vereadores naquele momento.
Não adiantou mostrar as perdas para a categoria e para os alunos, o plágio evidente do anexo IV de um projeto baiano; o não exito na cidade de Monte Alegre - RN quando foi lá implementado; a falta no documento de 10 anexos, dentre muitos outros melíficos que estavam nas entrelinhas.
Valeu de fato a submissão da bancada governista ao Poder …

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Nova Cruz não tem como dar incentivo fiscal a empresa, diz Prefeito Targino Pereira, em matéria da InterTV...

A 2ª Edição do RN TV da InterTV Cabugi  apresentou matéria sobre o fechamento da fabrica da Alpargatas em Nova Cruz.
Dos pontos apresentados na matéria três chamam bastante atenção.
- O motivo alegado pelos empresários que o fechamento se deu devido a crise financeira e falta de incentivo fiscal contrapondo com a discordância do sindicato sobre esses argumentos.
- O posicionamento do prefeito Targino Pereira, confirmando que o município não tem como dar esse incentivo fiscal a empresa e admitindo que o município recebia pagamento de  uma taxa de licença para funcionamento. Sendo que ainda prometeu tentar suprir a ausência da Alpargatas com a abertura de outra empresa. ( Mas sem  referir se seria com incentivo ou não). 
- A negativa por parte do Secretário de Desenvolvimento Econômico do RN, Flávio  Azevedo, em razão dos motivos apresentados pela empresa afirmando  que os empresários  do grupo Alpargatas nunca solicitaram ao estado nenhum tipo de incentivo fiscal.

O fato é que hoje são 375 …