Mais mudanças...

Do dnoline.com.br

Governadora fará primeira reforma do secretariado.

Devido à crise administrativa que o estado enfrenta, a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) decidiu fazer a primeira reforma política da sua gestão. Ela estuda nomes para compor as três secretarias que estão sem titular oficial: Justiça e Cidadania (Sejuc), Turismo (Setur) e Saúde (Sesap). A reforma também deverá atingir outras pastas, como o Gabinete Civil e o Planejamento (Seplan). A principal mudança prevista é a nomeação do ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado (DEM), marido da governadora, para o lugar de José Anselmo Carvalho no Gabinete Civil.

Na prática, a nomeação de Carlos Augusto, caso seja realmente confirmada, será a oficialização do poder de influência que ele já exerce dentro do governo. Rosalba diz que ele é apenas seu conselheiro. Além da articulação política, de acordo com as fontes, o marido de Rosalba despacha administrativamente como se fosse o governador. A democrata diz que as críticas à influência do marido no Executivo são preconceituosas.

Questionada pela imprensa, ontem, durante encontro com os produtores de leite, no parque Aristófanes, em Parnamirim, a governadora disse disse que ainda não definiu se nomeará o marido para assumir a função de secretário. "Esse assunto ainda não está definido. No momento, estou mais preocupada em buscar soluções para os problemas gerados pela seca no interior do estado", declarou a democrata. Apesar de ela se negar a comentar o assunto, a reforma é tema contante nos bastidores do governo e entre os aliados do governo.

Para fazer as mudanças, a chefe do Executivo estadual contará com a ajuda do conselho político - composto por Carlos Augusto, o ministro Garibaldi Filho (PMDB), o senador José Agripino (DEM), os deputados federais João Maia (PR) e Henrique Eduardo (PMDB) e o presidente da Assembleia Legislativa (AL), deputado Ricardo Motta (PMN). Os nomes já começaram a ser sondados. A democrata deverá anunciar as mudança logo que consiga formar sua nova equipe.

Apesar da provável queda de Anselmo do Gabinete Civil, ele deverá ser remanejado para outra função no governo. O Secretário de Planejamento, Obery Rodrigues, poderá ser remanejado para a Secretaria de Turismo, que era comandada pelo PMDB, ou indicado pela governadora para assumir a vaga deixada pelo ex-conselheiro Alcimar Torquato, no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Comenta-se nos bastidores que Rosalba ainda espera que o PMDB continue com o espaço, apesar de Garibaldi Filho ter dito que não indicará o novo secretário.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...