Pular para o conteúdo principal

Mais mudanças...

Do dnoline.com.br

Governadora fará primeira reforma do secretariado.

Devido à crise administrativa que o estado enfrenta, a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) decidiu fazer a primeira reforma política da sua gestão. Ela estuda nomes para compor as três secretarias que estão sem titular oficial: Justiça e Cidadania (Sejuc), Turismo (Setur) e Saúde (Sesap). A reforma também deverá atingir outras pastas, como o Gabinete Civil e o Planejamento (Seplan). A principal mudança prevista é a nomeação do ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado (DEM), marido da governadora, para o lugar de José Anselmo Carvalho no Gabinete Civil.

Na prática, a nomeação de Carlos Augusto, caso seja realmente confirmada, será a oficialização do poder de influência que ele já exerce dentro do governo. Rosalba diz que ele é apenas seu conselheiro. Além da articulação política, de acordo com as fontes, o marido de Rosalba despacha administrativamente como se fosse o governador. A democrata diz que as críticas à influência do marido no Executivo são preconceituosas.

Questionada pela imprensa, ontem, durante encontro com os produtores de leite, no parque Aristófanes, em Parnamirim, a governadora disse disse que ainda não definiu se nomeará o marido para assumir a função de secretário. "Esse assunto ainda não está definido. No momento, estou mais preocupada em buscar soluções para os problemas gerados pela seca no interior do estado", declarou a democrata. Apesar de ela se negar a comentar o assunto, a reforma é tema contante nos bastidores do governo e entre os aliados do governo.

Para fazer as mudanças, a chefe do Executivo estadual contará com a ajuda do conselho político - composto por Carlos Augusto, o ministro Garibaldi Filho (PMDB), o senador José Agripino (DEM), os deputados federais João Maia (PR) e Henrique Eduardo (PMDB) e o presidente da Assembleia Legislativa (AL), deputado Ricardo Motta (PMN). Os nomes já começaram a ser sondados. A democrata deverá anunciar as mudança logo que consiga formar sua nova equipe.

Apesar da provável queda de Anselmo do Gabinete Civil, ele deverá ser remanejado para outra função no governo. O Secretário de Planejamento, Obery Rodrigues, poderá ser remanejado para a Secretaria de Turismo, que era comandada pelo PMDB, ou indicado pela governadora para assumir a vaga deixada pelo ex-conselheiro Alcimar Torquato, no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Comenta-se nos bastidores que Rosalba ainda espera que o PMDB continue com o espaço, apesar de Garibaldi Filho ter dito que não indicará o novo secretário.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Tudo dentro do Script.
Sabe aquele filme de terror que tem muita trama, mentiras, traições, mas todo mundo sabe como acaba. Foi assim com a votação do Projeto de Lei 006/2017 enviado pelo prefeito de Nova Cruz, Targino Pereira e aprovado pela maioria absoluta da Câmara Municipal de Nova Cruz.
A Sessão Ordinária desta sexta-feira (30), mas que teve sabor de 13, marcou o fim dos trabalhos do primeiro semestre do Edis, mas manchou de forma imensurável a educação do município de Nova Cruz de forma negativa.
Um resultado previsível que ficou evidente que aconteceria logo após a realização da audiência pública pela clara posição dos vereadores naquele momento.
Não adiantou mostrar as perdas para a categoria e para os alunos, o plágio evidente do anexo IV de um projeto baiano; o não exito na cidade de Monte Alegre - RN quando foi lá implementado; a falta no documento de 10 anexos, dentre muitos outros melíficos que estavam nas entrelinhas.
Valeu de fato a submissão da bancada governista ao Poder …

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...