Aumento nos preços dos combustíveis

Depois de quatro dias de especulações, a Petrobras anunciou ontem reajuste de 7,83% para a gasolina e de 3,94% para o diesel vendidos nas refinarias da companhia a partir de segunda-feira (25). O aumento, no entanto, não deverá ter impacto sobre o preço pago pelo consumidor nos postos, segundo o governo federal.

Em nota oficial, o Ministério da Fazenda anunciou que o governo zerou a alíquota da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para os dois combustíveis. A diminuição do imposto tem o objetivo de evitar que o aumento chegue aos consumidores e afete a inflação.

No Rio Grande do Norte, o Sindicato dos postos de combustíveis (Sindipostos RN), informou, por meio da assessoria de imprensa, que não poderia estimar se, em quanto e quando haveria reajuste para o consumidor porque o preço depende da negociação das distribuidoras com os revendedores. 

De acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o litro da gasolina custa em média R$ 2,717 no estado, no mínimo R$ 2,54 e no máximo R$ 2,87. O diesel, por sua vez, custa em média R$ 2,016. A pesquisa foi realizada na semana encerrada em 16 de junho e é a mais recente divulgada pelo órgão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...