Voto: A verdadeira arma do cidadão...

Como garimpeiros de pedras preciosas os políticos, nessa reta final da campanha, irão garimpar eleitores com promessas mirabolantes e teias pegajosas a fim de fisgar a melhor presa ou os melhores cordeiros... De  agora em diante tudo é possível, até mesmo fazerem cegos enxergarem, surdos ouvirem, enfim, concorrentes de cargos políticos embebecidos de milagres! Dá para acreditar? É quem sabe? Nós, hora! Toda eleição é a mesma ladainha, o mesmo discurso, o mesmo santo milagreiro, a mesma história, as mesmas promessas.

O voto tem permitido à eles (políticos)  o direito de prometer e não cumprir e a faculdade de exercer o ofício sem ter vocação. Muitas vezes ouvimos que político é tudo igual, passa ano e entra ano e nada muda.

Não muda porque quem poderia promover as mudanças, atribui as causas das tragédias aos desígnios divinos. Deus resolve tudo, só não orienta o povo na hora de votar, nem tampouco seleciona candidatos decentes para que o erro possa ser menor.

Não muda porque quem define as eleições, e que são as maiores vitimas das tragédias, não vem sabendo  ser o juiz da democracia.

Não muda, porque o modelo eleitoral está falido e permite que sejamos governados por indivíduos mal intencionados e incompetentes que estão ocupando cargos importantes, quando deveriam ficar longe deles.

Mais tarde, no conforto do sofá, tudo é esquecido na frente da telinha. Nossa democracia padece de um pecado que o filósofo Platão (Sec. IV a.C) chamou de "pecado original de governos do povo". Ela permite a qualquer um, o que não deveria ser para "qualquer um", e quem sela esse pacto, não sabe o que está fazendo e vive no jardim de infância eternamente.

Mas o eleitor é  quem tem o poder de nomear por 4 ou 8 anos o direito de um político gerenciar toda uma sociedade. Assim, quando essa procuração em branco é dada a um governante, está assinada por todas aquelas pessoas que lhe atribuíram o voto e toda ação desse governante tem também o aval de todos que o elegeram.

Eleitor, na hora de votar analise o perfil dos candidatos, não anule seu voto e você que está fora de seu colégio eleitoral, faça um esforço e venha votar. Sua cidade precisa de você.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...