Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 17, 2012

Orçamento Público…O que Cortar ou não Cortar?

Quando chega a hora de cortar o orçamento: o que não cortar?
No momento de realizar uma redução dos recursos, é preciso que a decisão seja sábia e madura para não atingir programas e ações indispensáveis.
O ato de fazer cortes no orçamento supõe uma decisão racional e tecnicamente sustentável. Seu objetivo é alcançar um perfil de despesas que se enquadre (aproxime) no equilíbrio orçamentário. Você não pode nem deve tentar fazer isto por meio da “mutilação” de programas e ações de governo indispensáveis, nem tampouco mediante uma decisão, cujo custo de implantação venha a ser maior do que os recursos obtidos por meio dela. Cortar o orçamento é uma ação que se completa pela decisão sábia e madura sobre onde não cortar.
“…Cortar o orçamento supõe uma decisão racional e sustentável”
1. Assegure-se que o corte faz sentido economicamente
Na ansiedade de reduzir despesas pode-se decidir equivocadamente e apressadamente, por fazer cortes cujo custo final é maior do que os recursos que libera. Nest…

Pesquisa mostra que brasileiros desconfiam de corrupção no governo...

Aumentou entre os brasileiros a percepção de que há corrupção no governo de Dilma Rousseff, segundo pesquisa Datafolha realizada na quinta-feira em todo o país. Em agosto, a soma dos que achavam que havia casos de corrupção na administração dilmista era de 64%. Agora, o percentual foi a 69%. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais. O número de pessoas que dizem não haver corrupção no atual governo federal também teve uma queda brusca de agosto para cá. Eram 34% e agora são apenas 20%. Há relação direta entre o aumento da percepção de corrupção no governo com a forma como se avalia o desempenho de Dilma no combate a esse problema. Em janeiro deste ano, segundo o Datafolha, a política de prevenção à corrupção de Dilma era ótima, boa ou regular para 56% dos entrevistados. Hoje, o percentual recuou para 51%. Os que achavam péssimo o desempenho da presidente nessa área eram 40%. Agora, são 44%.

Educação: SINTE-RN convoca Assembleia...

Imagem
O Sindicato do Trabalhadores em Educação (SINTE) está convocando uma Assembleia com a categoria para o início de 2013.


O acirramento das negociações com o governo e a campanha salarial para 2013 fazem parte da pauta de informações.
Os trabalhadores em educação do estado do Rio Grande do Norte estão convidados a participar do evento, dia 18 de fevereiro as 14 horas na ASSEN.