Prefeitos terão mandatos de 6 anos...


 Presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, marcou para os dias  9 e 10 de abril a votação da reforma política.
“É um compromisso meu, do meu mandato na presidência desta Casa, resolver essa questão”, reafirmou Henrique Alves ao relator da matéria, deputado Henrique Fontana (PT-RS).

“Diante da falta de consenso entre os partidos, que vença a maioria”, acrescentou o presidente.
Henrique Fontana destacou os cinco pontos principais que será levado ao Plenário:Os principais pontos da reforma política são:
1) financiamento público de campanha;
2) coincidência das eleições a partir de 2022 (os próximos prefeitos e vereadores serão eleitos para mandatos de seis anos);
3) fim das coligações partidárias e formação de federações de partidos, válidas por um mandato sem dissolução;
4) sistema de votação diretamente no candidato, sendo que o voto de legenda vai ser direcionado para o primeiro da lista do partido ou da federação partidária e
5) participação popular por meio de assinatura eletrônica, sendo 500 mil para projetos de lei e 1,5 milhão para propostas de emendas à Constituição.

Comentários

  1. Muito boa a proposta, mais so tem um erro querem fazer uma eleiçao em 2016 gostar um rio de dinheiro para os eleitos ficarem apenas dois anos no poder?esse renan calheiros e um pilantra ne, e melhor ficar 6 anos direto e unificar tudo em 2018 ou estao querendo levar vantagem?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...