Cadastros da BBom bloqueados pela Justiça por suspeita de pirâmide...

Apesar do bloqueio a BBOM, empresa de Marketing Multinível, que comercializa rastreadores, comunica que está tomando todas as medidas para reverter o bloqueio de seus bens, determinado pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária de Goiânia. 

Empresa reitera que continua à disposição das autoridades para prestar todos os esclarecimentos que forem solicitados.

A BBom é apresentada como o braço de marketing multinível da Embrasystem, que atua no mercado de rastreamento de veículos.O MPF-GO, entretanto, acusa a BBom de ser uma pirâmide financeira, que depende das taxas de adesão pagas pelos associados – de R$ 600 a R$ 3 mil – e não dos produtos e serviços da Embrasystem.
O MPF-GO argumenta também que a Embrasystem não tem autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para oferecer os serviços de rasteamento e monitoramento. Além disso, alega que o faturamento da empresa disparou de cerca de R$ 300 mil ao longo de 2012 para R$ 100 milhões em março de 2013.
A BBom foi lançada em fevereiro e, desde então, atraiu quase 300 mil associados com campanhas que exaltam os ganhos expressivos de seus melhores revendedores.
Parece que o efeito dominó deve se prevalecer depois do que aconteceu com a telexfree.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz não tem como dar incentivo fiscal a empresa, diz Prefeito Targino Pereira, em matéria da InterTV...