Policiais recebiam até 300 mil de traficantes...

Os policiais do Departamento Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) e da Polícia Civil de Campinas (SP) presos nesta segunda-feira (15) vão responder por roubo, corrupção, extorsão, sequestro e tortura de traficantes e de familiares de criminosos ocorridos após atrasos nos pagamentos de propina. Segundo a investigação, os policiais recebiam anualmente até R$ 300 mil para não combater o tráfico na região de Campinas.

Até o momento, sete policiais, sendo dois delegados , foram presos durante a operação. Ao todo, há 13 mandados de prisão contra policiais, 11 deles com passagens pelo Denarc e outros dois da cidade de Campinas. 

Entre as provas levantadas pelo MP, os policiais foram flagrados quando usavam os telefones dos familiares dos traficantes, que eram sequestrados pelos agentes, para extorquir os criminosos exigindo o pagamento das propinas. Os telefones dos traficantes estavam grampeados pelo Gaeco de Campinas, que desde outubro de 2012 investigava a ação de criminosos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC) na região.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...