Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 3, 2013

MEC estabelece reajuste do Piso dos Professores em apenas 7,28%...

O novo valor do custo aluno projetado pelo MEC é de R$ 2.243,71. A decisão foi anunciada pela portaria interministerial 1496/2012 de 28 de dezembro. 
Isso significa que a correção do Piso Salarial será de 7,28% a partir de janeiro. A novidade neste ano é que em abril haverá uma nova correção no valor do custo aluno.(Será?)
A grande confusão criada em torno da correção do Piso salarial proporciona a análise de três pontos importantes. O primeiro é que, mais uma vez, o MEC rebaixa o valor da correção do piso salarial e deixa a categoria no prejuízo; o segundo elemento é que a luta será mais intensa para os trabalhadores em Educação uma vez que será preciso arrancar do MEC a valorização salarial pelo cumprimento da lei 11.738/2008; o terceiro ponto é que deve-se garantir a mobilização da categoria nos municípios e no estado.
Em suma, os professores começam o ano já perdendo ou melhor deixando de recuperar o que inflação "comeu" em 2012.
Fonte: SINTE-RN

Prefeituras têm até o dia 11 para informar condicionalidades de saúde do Bolsa Família...

As prefeituras locais têm até o dia 11 de janeiro para informar o cumprimento das condicionalidades de saúde de cerca de 4,3 milhões de famílias que recebem o benefício do Bolsa Família e se enquadram no grupo monitorado. As condicionalidades na área de saúde preveem o compromisso dos pais ou responsáveis de manter atualizado o calendário de vacinação das crianças menores de sete anos e ter acompanhados o crescimento e desenvolvimento. As gestantes e mães que amamentam devem fazer o pré-natal e, após o parto, continuar o acompanhamento da própria saúde e do bebê. O acompanhamento e registro das condicionalidades de saúde são de responsabilidade do Ministério da Saúde, feitos pelas equipes de saúde dos municípios e dos estados com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social. Roraima é o estado com maior índice de acompanhamento de 2012 com 82% das famílias com as condicionalidades de saúde já atualizadas. Em seguida, estão o Paraná, com 77,3%, e Sergipe, com 72,5%.