Processo de impeachment de Rosalba criaria tribunal especial...

O pedido de impeachment da governadora do estado, Rosalba Ciarlini (DEM), está em análise na comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, formada pelo presidente Hermano Morais (PMDB), o vice-presidente Kelps Lima (SDD), Ezequiel Ferreira (PMDB), Getúlio Rêgo (DEM) e Agnelo Alves (PDT).
Se aprovado em plenário por dois terços dos deputados, o processo exige a criação de um tribunal especial. Esse fórum específico será constituído por cinco parlamentares, escolhidos por voto da Casa, e cinco desembargadores sorteados pelo Tribunal de Justiça.

De acordo com o promotor, a decisão de solicitar o impeachment foi bem pensada, após meses de reuniões entre os integrantes do movimento. “Não havia outra alternativa. Foram feitas cinco imputações de crimes de responsabilidade”.

Os cinco crimes de responsabilidade envolvem a violação a liberdade do voto, violação a legislação orçamentária, improbidade administrativa, crime de responsabilidade relativo a independência dos poderes e descumprimento generalizado de decisões judiciais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...