Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 3, 2014

Correção do FGTS: OAB estuda tema e pode mover processo coletivo...

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) se debruçou na disputa sobre a correção do Fundo de Garantia do Tempo de Contribuição (FGTS) pela inflação. Estuda se – e como – colocará o seu peso numa disputa que pode resultar, segundo as partes envolvidas, em reajustes de até 100% nos saldos de milhares de trabalhadores, num novo esqueleto bilionário para o Tesouro – fala-se em R$ 200 bilhões – e até mesmo numa disparada do juros do crédito imobiliário. A disputa foi tema de reunião na última sexta-feira (31) entre o presidente da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, e o presidente Comissão Especial de Defesa dos Credores Públicos, Marco Antonio Innocenti, que iniciará uma análise do tema nesta segunda-feira (3). Fonte: IG

Agreste que Robinson na Assembléia...

Está nos planos do vice-governador Robinson Faria (PSD) a disputa pela chefia do Executivo estadual. Mas um grupo de correligionários do seu principal reduto eleitoral – a região Agreste – que defende o seu retorno à Assembleia Legislativa. Essas lideranças políticas alegam que ficaram sem representante no Poder Legislativo. Por outro lado, o deputado federal Henrique Alves teria oferecido ao filho de Robinson, deputado federal Fábio Faria (PSD), a vaga de vice na chapa do PMDB e chance do vice-governador voltar à Assembleia com garantia de sagra-lo presidente.

Polícia Federal pode deflagrar greve...

A Federação Nacional dos Policiais Federais vai realizar assembleias em todos os Estados na terça-feira (4) e quarta-feira (5). Os agentes, os escrivães e os papiloscopistas da PF reivindicam 100% de reajuste. Os delegados não participam do movimento. Segundo o diretor da federação de policiais, José Carlos Nedel, a situação da corporação tornou-se “insuportável”. “Somos os únicos servidores públicos da história do Brasil com sete anos de congelamento salarial. É evidente que a Polícia Federal está sendo sucateada como forma de castigo pelas operações que fez”, disse o sindicalista.