Pular para o conteúdo principal

Parada Gay em SP é marcada por agressões a símbolos do cristianismo...

A Parada Gay realizada no último domingo, 07 de junho, novamente foi palco de manifestações da militância LGBT com ofensas à fé e aos símbolos cristãos.

Durante o evento, que segundo a Polícia Militar reuniu apenas 20 mil pessoas em São Paulo, diversas pessoas fantasiadas de Jesus Cristo zombavam da religião com gestos e dizeres ofensivos.


As imagens de um travesti, nu, com uma coroa de espinhos e “pregado” a uma cruz sobre um trio elétrico percorreram sites, blogs e redes sociais na tarde do domingo, e geraram repúdio por parte de diversos formadores de opinião.
Num país democrático como é o caso de Brasil todas as manifestações e demonstrações de opiniões devem ser aceitas e respeitadas, vivemos numa sociedade onde manifestações religiosas, de opção sexual, cor e raça não devem ser reprimidas.
Mas o que foi observado durante a parada Gay foi muito além de uma liberdade de expressão. Foi uma agressão aos cristãos.

E partiu exatamente de um grupo que se julga discriminado, que exigem (com todo direito) o respeito da sociedade por sua opção sexual. Mas o que dizer da opinião retratada no evento sobre o respeito à opção religiosa de milhões de brasileiros?
 “Quem quer respeito, respeita”

Não sou católico atuante, nem tenho procuração para defender esse ou aquele segmento, mas o que  foi observado neste domingo pelas ruas de São Paulo gera, num mínimo, um sentimento de revolta e o pior é que se configura um crime de ódio, segundo o código penal brasileiro: CP [código penal] – Decreto Lei nº 2.848 , Art. 208: ‘Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Tudo dentro do Script.
Sabe aquele filme de terror que tem muita trama, mentiras, traições, mas todo mundo sabe como acaba. Foi assim com a votação do Projeto de Lei 006/2017 enviado pelo prefeito de Nova Cruz, Targino Pereira e aprovado pela maioria absoluta da Câmara Municipal de Nova Cruz.
A Sessão Ordinária desta sexta-feira (30), mas que teve sabor de 13, marcou o fim dos trabalhos do primeiro semestre do Edis, mas manchou de forma imensurável a educação do município de Nova Cruz de forma negativa.
Um resultado previsível que ficou evidente que aconteceria logo após a realização da audiência pública pela clara posição dos vereadores naquele momento.
Não adiantou mostrar as perdas para a categoria e para os alunos, o plágio evidente do anexo IV de um projeto baiano; o não exito na cidade de Monte Alegre - RN quando foi lá implementado; a falta no documento de 10 anexos, dentre muitos outros melíficos que estavam nas entrelinhas.
Valeu de fato a submissão da bancada governista ao Poder …

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...