Dilma evitará choque com Cunha...

O governo avalia que Eduardo Cunha está chamando a presidente Dilma Rousseff e o PT para briga. No entanto, um ministro diz que o governo evitará um choque com o presidente da Câmara.

Será mantido o discurso que tem sido feito publicamente pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Ou seja: não devem ser feitos prejulgamentos, todos os acusados têm o direito de se defender e todas as acusações devem ser apuradas. Em resumo, Dilma vai evitar, ao máximo, entrar em conflito com Cunha (PMDB-RJ).

O peemedebista se diz vítima de um complô. É uma teoria que não se sustenta nos fatos, porque o próprio PT e o governo sofrem danos com a Lava Jato.

Dificilmente o PMDB como um todo acompanhará Cunha num eventual rompimento com o governo. Peemedebistas já diziam ontem que Cunha precisa se defender rapidamente para não se enfraquecer ainda mais.

A delação de Júlio Camargo mina a força Cunha como presidente da Câmara. Ontem, ele conversou com outros peemedebistas e se mostrou muito irritado. Peemedebistas avaliam que uma escalada da parte de Cunha pode levá-lo a um beco sem saída, fazendo com que perca apoio da bancada do PMDB na Câmara e dos demais deputados.

Um desses peemedebistas lembrava que o presidente do Senado, Renan Calheiros, radicalizou tanto na articulação para barrar a indicação de Luiz Edson Fachin para o STF (Supremo Tribunal Federal) que senadores do PMDB se afastaram dele. Portanto, o melhor caminho para Eduardo Cunha é se defender rapidamente.


Publicação: Blog do Kennedy

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz não tem como dar incentivo fiscal a empresa, diz Prefeito Targino Pereira, em matéria da InterTV...