Pular para o conteúdo principal

Youssef pega oito anos de cadeia...

São Paulo (AE) - O doleiro Alberto Youssef foi condenado ontem a 8 anos e 4 meses de prisão, em regime fechado, e multa pelo crime de corrupção na ação que levou também à condenação de ex-dirigentes da cúpula da empreiteira Camargo Corrêa - Dalton Avancini, João Ricardo Auler e Eduardo Leite, que já não ocupam mais funções na empreiteira. Mas, na prática, Youssef deverá cumprir somente três anos em regime fechado.

O 'abrandamento' da pena do doleiro foi determinado pelo juiz federal Sérgio Moro que adotou as penas previstas no acordo de delação premiada com a força-tarefa da Lava Jato. O magistrado avalia que Youssef e também o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa (Abastecimento), outro delator, forneceram 'provas relevantíssimas' para Justiça sobre o esquema de corrupção e propinas instalado na Petrobras e desbaratado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal.

A sentença de Moro no caso Camargo Corrêa fulmina os críticos das delações. Alguns dos mais renomados criminalistas do País tentam derrubar as delações, atribuindo aos delatores contradições e versões conflitantes entre si.

Na sentença que condenou o doleiro, o magistrado afirmou que não cabia o 'pretendido' perdão judicial. A pena de Youssef teve como a confissão do crime como atenuante e a reincidência como agravante. O juiz faz menção ao caso Banestado - investigação sobre evasão de US$ 30 bilhões envolvendo diretamente Alberto Youssef. "Deve ser reconhecida a agravante da reincidência, pois Alberto Youssef foi condenado, com trânsito em julgado, por este mesmo Juízo na ação penal 2004.7000006806-4 em 24 de junho de 2004. Observo que não transcorreu tempo superior a cinco anos entre o cumprimento da pena daquela condenação e a retomada da prática delitiva", apontou Sérgio Moro.


Tribuna do Norte

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Tudo dentro do Script.
Sabe aquele filme de terror que tem muita trama, mentiras, traições, mas todo mundo sabe como acaba. Foi assim com a votação do Projeto de Lei 006/2017 enviado pelo prefeito de Nova Cruz, Targino Pereira e aprovado pela maioria absoluta da Câmara Municipal de Nova Cruz.
A Sessão Ordinária desta sexta-feira (30), mas que teve sabor de 13, marcou o fim dos trabalhos do primeiro semestre do Edis, mas manchou de forma imensurável a educação do município de Nova Cruz de forma negativa.
Um resultado previsível que ficou evidente que aconteceria logo após a realização da audiência pública pela clara posição dos vereadores naquele momento.
Não adiantou mostrar as perdas para a categoria e para os alunos, o plágio evidente do anexo IV de um projeto baiano; o não exito na cidade de Monte Alegre - RN quando foi lá implementado; a falta no documento de 10 anexos, dentre muitos outros melíficos que estavam nas entrelinhas.
Valeu de fato a submissão da bancada governista ao Poder …

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...