Pular para o conteúdo principal

Justiça bloqueia bens da ex-governadora Rosalba Ciarlini...

A 2ª Vara Criminal da Comarca de Mossoró determinou hoje o bloqueio dos bens da ex-governadora Rosalba Ciarlini e de mais dezesseis pessoas, no valor aproximado de R$ 12 milhões.

A justificativa foi dano ao erário decorrente de serviços superfaturados, serviços não prestados, compra de equipamentos não instalados, uso de notas fiscais frias, além de outras irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado.

As irregularidades se deram, segundo o TCE, com a contratação da Associação Marca, para gerenciamento do Hospital da Mulher, em Mossoró.

O bloqueio foi pedido pelo Ministério Público Estadual.


Entre os que tiveram os bens bloqueados, até agora só foram divulgados os nomes do Procurador do Município de Natal, Alexandre Alves, o ex-secretário estadual de Saúde, Domício Arruda, a ex-secretária de saúde adjunta, Dorinha Burlamarqui, e o chefe do grupo Salute Vita, Tufi Soares Meres.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...

Prefeito de Nova Cruz Targino Pereira deverá restituir cofre público municipal em mais de 900 mil...

Atual prefeito da cidade de Nova Cruz é condenado pelo  TCE- PB, que  decidiu na última quarta-feira (12), por maioria, que o então ex-prefeito de Tacima, Targino da Costa Pereira Neto, deve restituir aos cofres municipais importância superior a R$ 900 mil, em razão de irregularidades que, em meio a outras, incluíram gastos públicos com campanha eleitoral e festa da vitória, folha de pessoal de fazenda particular, uso indevido de recursos do Fundeb e pagamentos por obras não executadas.  A decisão encontra-se no site do TCE do Estado da Paraíba que relata condenações a outros gestores públicos do estado. 
Para ler direto do Site do TCE CLICK AQUI. Fonte: Ascom/TCE-PB