Pular para o conteúdo principal

Prazo para pagamento da taxa de inscrição do Enem 2016 termina hoje (25/05)...

O Enem 2016 já tem dia e hora para acontecer. Nos dias 5 e 6 de novembro, cerca de 8 milhões de estudantes devem encarar as provas do maior vestibular do Brasil.
Se você também vai fazer o Exame para entrar na disputa por uma vaga na universidade, é preciso preparar-se desde já. As inscrições para o Enem abrem no mês de maio e você terá alguns dias para preencher seus dados e pagar a taxa de inscrição.
Esse é um detalhe, aliás, que você deve acompanhar bem de perto. Quem não efetuar o pagamento ou solicitar isenção vai ficar de fora do Enem em 2016 e precisará esperar até o ano que vem para fazer o próximo.
Como nós temos certeza de que você não quer perder o Enem por uma mancada tão boba, preparamos um guia para orientá-lo sobre todos os detalhes do pagamento da taxa do Exame: quanto custa, onde pagar, quem pode pedir isenção, datas-limite e muito mais. Confira!

Quanto custa a inscrição do Enem 2016?

Este ano, a taxa de inscrição do Enem vai custar R$ 68,00.
Com esse valor, você faz as todas provas do Exame e ainda tem direito a concorrer aos três grandes programas de acesso ao ensino superior do Governo Federal sem ter que pagar nem um centavo a mais por isso, caso preencha os requisitos de participação:
-Sistema de Seleção Unificada (Sisu): distribui vagas em universidades públicas de todo o País.
-Programa Universidade da Todos (ProUni): que concede bolsas de estudos integrais ou parciais a pessoas de baixa renda em faculdades particulares bem avaliadas pelo Ministério da Educação.
-Fundo de Financiamento Estudantil (FIES): crédito estudantil voltado a pessoas de baixa renda que financia a faculdade a juros baixos.
E tem mais: o valor também permite que o estudante concorra a vagas em cursos técnicos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) e obtenha o certificado de conclusão do ensino médio. Este último vale para candidatos com idade a partir de 18 anos que não terminaram os estudos em uma escola regular.

Onde pagar a taxa de inscrição do Enem 2016?

Este ano o MEC resolveu facilitar ainda mais a vida de quem vai fazer o Enem. Agora a taxa de inscrição pode ser paga em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios!

Dá para parcelar a taxa de inscrição do Enem 2016?

Não.O boleto tem que ser pago à vista.
Se você pagar o boleto no banco onde tem conta, poderá fazer o débito na conta corrente ou na poupança, na própria agência.

Precisa apresentar algum documento para pagar o boleto do Enem 2016?

Não. Basta levar o boleto impresso e o dinheiro a qualquer local de pagamento.

Qual o prazo do pagamento da taxa de inscrição do Enem 2016?

Quem se inscrever no Enem 2016 terá até o dia 25 de maio para efetuar o pagamento da taxa.
É importante que você fique ligado nas datas, porque o MEC não vai aceitar atrasos, nem que você tenha a melhor desculpa do mundo. Quem perder, vai ter que esperar até o próximo ano para fazer o Enem.
O ideal é pagar a taxa o quanto antes e garantir logo sua participação no Exame. Quem deixar para a última hora correrá o risco de enfrentar problemas de congestionamento no sistema bancário, feriados municipais, erro de processamento ou qualquer outro contratempo.

Como faço para acessar o boleto de pagamento?

O boleto está disponível na Página do Participante do Enem e pode ser baixado e impresso quantas vezes for necessário.
Você também pode salvar o arquivo em um pen-drive ou enviá-lo por e-mail, caso não tenha impressora em casa e precise imprimir em um outro local.

Quem pode pedir isenção do Enem 2016?

O Enem será gratuito a todos os estudantes do último ano do ensino médio matriculados em escolas públicas. Para isso, basta informar o nome da escola no momento da inscrição. O sistema irá recuperar os dados da instituição e fazer a isenção automaticamente. Não é preciso enviar qualquer documentação nesse caso.
Quem comprovar baixa renda familiar pode pedir isenção da taxa de inscrição. Para isso, basta preencher o questionário socioeconômico que estará disponível no sistema durante as inscrições.
A princípio, o MEC não irá solicitar nenhum documento a quem pedir isenção da taxa. Mas a recomendação é que você tenha tudo em mãos, caso haja necessidade de apresentá-los.
Quem pediu isenção no ano anterior e não compareceu às provas vai ter que dar uma boa explicação ao MEC caso esteja pensando em solicitar o benefício novamente. Se a justificativa não for aceita, você só conseguirá participar do Enem 2016 se pagar a taxa de inscrição.

Confirmação de pagamento ou isenção do Enem 2016

Todos os candidatos devem acompanhar se a inscrição foi aceita e se está tudo certo com os dados informados.
A informação deve ser checada na Página do Participante durante o período de inscrições.

Esse acompanhamento é especialmente importante para quem pedir a isenção da taxa de inscrição. Caso o MEC não aceite a solicitação, o candidato terá um prazo para baixar o boleto, pagar a taxa e garantir a participação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...

Prefeito de Nova Cruz Targino Pereira deverá restituir cofre público municipal em mais de 900 mil...

Atual prefeito da cidade de Nova Cruz é condenado pelo  TCE- PB, que  decidiu na última quarta-feira (12), por maioria, que o então ex-prefeito de Tacima, Targino da Costa Pereira Neto, deve restituir aos cofres municipais importância superior a R$ 900 mil, em razão de irregularidades que, em meio a outras, incluíram gastos públicos com campanha eleitoral e festa da vitória, folha de pessoal de fazenda particular, uso indevido de recursos do Fundeb e pagamentos por obras não executadas.  A decisão encontra-se no site do TCE do Estado da Paraíba que relata condenações a outros gestores públicos do estado. 
Para ler direto do Site do TCE CLICK AQUI. Fonte: Ascom/TCE-PB