Pular para o conteúdo principal

Eleições 2016: Faça valer seu voto...

No Brasil, de dois em dois anos, temos eleições livres, que são o princípio mais básico da Democracia. Neste ano, no dia 2 de outubro, em cada município vamos eleger o prefeito e os vereadores.

O cidadão é chamado a escolher seus representantes, aos quais confere autoridade para tomar decisões políticas, que vão definir o bem-estar de nossa família e de nossa cidade.
O nosso voto pode ajudar muitas pessoas a viver com mais dignidade. O prefeito e os vereadores vão cuidar de tudo o que faz parte de nosso dia-a-dia: ruas, praças, lixo, esgoto, água, segurança, educação, lazer, saúde, assistência para crianças, idosos e pessoas com deficiência, abastecimento, planejamento urbano, transporte coletivo e trânsito, entre outras coisas.

Ao votar! Pense não somente em você e em seu bairro, pense em sua cidade!

Ao votar com consciência você estará praticando um ato de solidariedade com os munícipes, pois o Município vai melhorar se escolhermos bem o prefeito e os vereadores.

O voto é responsabilidade de cada um, é pessoal e intransferível. Mas buscar informações sobre os candidatos e discutir suas propostas, isto pode ser feito em grupo. E você pode contar com a imprensa, TV, amigos, associações de bairro, debates, folhetos.


INFORMAÇÕES QUE PODEM CONTAR NA HORA DO VOTO

Para fazer uma boa escolha, temos que buscar o maior número possível de informações sobre os candidatos:

1. Honestidade é o primeiro dever de todo cidadão.
A primeira exigência é que o candidato seja honesto. A honestidade de um político é demonstrada no trato com os recursos públicos que ele gerencia. A transparência nas ações e na prestação de contas é fundamental.

2. Quem é meu candidato?
É importante conhecer o passado do candidato. Se nunca exerceu cargo público, que contribuição tem dado à nossa comunidade, ao bairro ou a nossa cidade? Se foi prefeito ou vereador, como atuou? Tem mostrado empenho na promoção dos mais pobres e excluídos?

 3. Competência, capacidade administrativa e liderança.
Não bastam títulos ou diplomas. Verifique qual é a real experiência de vida do candidato e sua atuação pública. Verifique se já mostrou capacidade de liderança. Saber lutar por aquilo que é de interesse público é uma das características essenciais a um bom político. Ele deve saber a hora de negociar em busca de um acordo.

 4. Propostas
Todo candidato apresenta propostas, que não apenas devem ser boas e adequadas para solucionar problemas, mas também têm que ser viáveis.

 5. Se eleito, com quem irá trabalhar?
Todo candidato tem ligações e não irá trabalhar sozinho. Por isso, é preciso verificar: A qual partido é filiado? Já trocou de partido várias vezes? O partido e o candidato oferecem garantias de fidelidade a seus programas? O candidato ou o partido já esteve envolvido em algum escândalo?

 6. Quem está apoiando a campanha do candidato?
Com que dinheiro e com o apoio de quem o candidato faz campanha? Foi indicado por uma comunidade, uma associação de bairro, um partido organizado e sério? Ou é um político a serviço de si mesmo, que investe dinheiro para se eleger e ter poder?

Faça sua  escolha e vote no melhor para sua cidade, ela merece.

Comissão Arquidiocesana de Fé e Política ( com alterações)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...

Prefeito de Nova Cruz Targino Pereira deverá restituir cofre público municipal em mais de 900 mil...

Atual prefeito da cidade de Nova Cruz é condenado pelo  TCE- PB, que  decidiu na última quarta-feira (12), por maioria, que o então ex-prefeito de Tacima, Targino da Costa Pereira Neto, deve restituir aos cofres municipais importância superior a R$ 900 mil, em razão de irregularidades que, em meio a outras, incluíram gastos públicos com campanha eleitoral e festa da vitória, folha de pessoal de fazenda particular, uso indevido de recursos do Fundeb e pagamentos por obras não executadas.  A decisão encontra-se no site do TCE do Estado da Paraíba que relata condenações a outros gestores públicos do estado. 
Para ler direto do Site do TCE CLICK AQUI. Fonte: Ascom/TCE-PB