Pular para o conteúdo principal

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...





A partir de 1º de janeiro uma nova gestão administrativa vai gerenciar o poder público municipal pelos próximos quarto anos. A primeira pergunta que vem a mente de todos os novacruzenses é: 

O que, ou em que, vai mudar?

Digamos que toda mudança leva um tempo para acontecer até que o modelo de governo seja totalmente implementado, mas no caso específico de Nova Cruz, pelo menos três ações são esperadas que aconteçam de forma imediata por terem sido as principais plataformas da campanha política:

1 – Doação do salário do vice-prefeito para instituições e pessoas carentes.
 - Esta ação já pode ser efetivada a partir de 30 de janeiro quando devem serem pagos os primeiros salários da gestão Targino Pereira.

2 – Redução ou extinção de cobrança de impostos como IPTU e ISS.
- Para esta ação tomar efetivamente corpo, também não pode levar muito tempo. Basta esperar o fim do recesso da Câmara Municipal e apresentar o projeto de Lei que altere ou extingue de vez a cobrança, e até de imediato o prefeito baixar um decreto estabelecendo as medidas.

3 – Realização de festas populares.
- A primeira grande festividade já pode ocorrer no dia 19 ou 20 de janeiro, onde a paróquia de Nova Cruz realiza os festejos de São Sebastião, também padroeiro do bairro que leva seu nome. Essa promessa de campanha pode ser mais intensificada ainda durante o carnaval 2017 entre os dias 25 e 28 de fevereiro.

Por essas três primeiras ações, os novacruzenses poderão já sentir se as propostas de campanha ecoada pelos quartos cantos do município de Nova Cruz e aceitas pela maioria da população de fato irão se concretizar nos próximos quatro anos.

Isto sem contar as ações esperadas a curto e médio prazo que constam na proposta de Governo do prefeito eleito, dentre elas:


SAÚDE:


  • Atendimento   Ambulatorial   com   várias   especialidades;   ortopedista, psicólogo,     psiquiatra,     cardiologista,     nutricionista,     fonoaudiólogo     e otorrinolaringologista e ginecologista;
  • Criação  do  Centro  de  Referência  a  Saúde  da  Mulher  com  os  serviços especializados.  Ampliando  e  intensificando  o  atendimento  de  pré-natal, parto e pós parto a população alvo, através da parceria com o Programa Rede Cegonha do Governo Federal;
  • Ampliar  o  atendimento  a  dependentes  químicos,  principalmente  por meio do (Centro de Tratamento de Dependentes de Álcool e Drogas).


EDUCAÇÃO:


  • Implantação    de    laboratório    de    informática,    ciências    naturais    e matemática nas escolas;
  • Implementar uma política de valorização dos profissionais em educação; Disponibilização de materiais didáticos pedagógicos e tecnológicos para alunos;

SEGURANÇA:


  • Implantar o sistema de vídeo monitoramento nos prédios públicos;
  • Melhorar a iluminação dos espaços públicos e áreas de riscos.

ECONOMIA:

  • Implantação do Distrito Industrial com parceria pública e privada.


Os novacruzesenses aguardam com muita expectativas por essas ações e as demais que constam no documento divulgado e apresentado a justiça eleitoral.

Para ver a proposta na integra CLICK AQUI.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Prefeito de Nova Cruz Targino Pereira deverá restituir cofre público municipal em mais de 900 mil...

Atual prefeito da cidade de Nova Cruz é condenado pelo  TCE- PB, que  decidiu na última quarta-feira (12), por maioria, que o então ex-prefeito de Tacima, Targino da Costa Pereira Neto, deve restituir aos cofres municipais importância superior a R$ 900 mil, em razão de irregularidades que, em meio a outras, incluíram gastos públicos com campanha eleitoral e festa da vitória, folha de pessoal de fazenda particular, uso indevido de recursos do Fundeb e pagamentos por obras não executadas.  A decisão encontra-se no site do TCE do Estado da Paraíba que relata condenações a outros gestores públicos do estado. 
Para ler direto do Site do TCE CLICK AQUI. Fonte: Ascom/TCE-PB