Pular para o conteúdo principal

Cid Arruda usa rede social para se posicionar quanto a suspensão do concurso em Nova Cruz...

Após a publicação no Diário Oficial dos Municípios do RN o decreto 02/2017 no qual o prefeito de Nova Cruz Targino Pereira, suspende o concurso público por 180 dias, o ex-prefeito Cid Arruda, responsável pela idealização do concurso, usou sua página do Facebook para expor é esclarecer o que levou a publicação do edital que oficializava o realização do mesmo.

Veja a nota na íntegra:

ESCLARECIMENTO : "Uma das primeiras medidas do Prefeito de Nova Cruz foi de, através do Decreto 002/2017-GP, suspendegr por 180 dias o CONCURSO PÚBLICO previsto para se realizar no próximo dia 12/03 do corrente ano, e com inscrições previstas para acontecerem no período de 17/01 a 13/02. Esse ato gerou muita celeuma e apreensão entre as pessoas que pretendem se submeter a esse Concurso. Para justificar essa medida insinuações são feitas querendo passar para as pessoas que esse concurso foi instituído por mim com o objetivo de criar problemas para a atual gestão. Para que não pairem dúvidas esclareço, de uma vez por todas, que o concurso público objeto do mais recente ato de gestão do Prefeito de Nova Cruz teve nascedouro no ano de 2010, quando a PROMOTORIA PÚBLICA DE NOVA CRUZ instaurou o INQUÉRITO CIVIL N° 003/2010-PmJ, com o fim de se implementar os programas de assistência à família em Nova Cruz. Através do TERMO DE AJUSTE DE CONDUTA-TAC-, nos autos do Processo Administrativo 003/2010, assinado em 23/10/2013, onde o município se comprometeu a adotar medidas administrativas, de estruturação de programas ligados à área de Assistência Social e com relação a pessoal com a realização de CONCURSO PÚBLICO. Em reunião que aconteceu na Procuradoria Geral de Justiça, com a participação de outros municípios, foi sugerido que a COMPERVE da UFRN fosse contactada para realizar o concurso. Inicialmente iríamos fazer o concurso juntamente com três outros municípios. Como houve problema de documentação de alguns deles, resolvemos fazer, de comum acordo com a Comperve, nosso concurso isoladamente. Além das demandas para a Secretaria de Assistência Social foram incluídas outras das demais secretarias para substituirmos os "Auxiliares Operacionais", que é uma anomalia que existe na estrutura administrativa do município. Todas essas tratativas foram acompanhadas pelo Promotor de Justiça, Dr. Adriano da Gama Dantas. Vale ressaltar que quando estávamos com o concurso formatado recebemos do Dr. José Roberto Batista da Silva as Recomendações de números 10 e 11 do MP, para que fossem incluídos vagas para outras categorias, como por exemplo : Contador, Procurador, Médicos, Fisioterapeutas, Nutricionistas, Dentistas, Enfermeiros, Fonoaudiólogos, Terapeutas Ocupacionais, Educadores Físicos, Professores, entre outros, q ficaram p outra oportunidade. Essa é a verdade. Como ficou claro, a iniciativa do Concurso é do MP, que tem como objetivo principal que essas funções sejam exercidas por funcionários efetivos, concursados, eliminando a figura dos contratados temporários. Como se vê, não se trata de uma ação precipitada promovida por mim para prejudicar o meu sucessor. Gostaria de lembrar nessa oportunidade que o último concurso municipal foi realizado comigo à frente da Prefeitura."

Cid Arruda

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Tudo dentro do Script.
Sabe aquele filme de terror que tem muita trama, mentiras, traições, mas todo mundo sabe como acaba. Foi assim com a votação do Projeto de Lei 006/2017 enviado pelo prefeito de Nova Cruz, Targino Pereira e aprovado pela maioria absoluta da Câmara Municipal de Nova Cruz.
A Sessão Ordinária desta sexta-feira (30), mas que teve sabor de 13, marcou o fim dos trabalhos do primeiro semestre do Edis, mas manchou de forma imensurável a educação do município de Nova Cruz de forma negativa.
Um resultado previsível que ficou evidente que aconteceria logo após a realização da audiência pública pela clara posição dos vereadores naquele momento.
Não adiantou mostrar as perdas para a categoria e para os alunos, o plágio evidente do anexo IV de um projeto baiano; o não exito na cidade de Monte Alegre - RN quando foi lá implementado; a falta no documento de 10 anexos, dentre muitos outros melíficos que estavam nas entrelinhas.
Valeu de fato a submissão da bancada governista ao Poder …

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...