O abuso do slogan – do sucesso à irrelevância...



Slogans quando ‘pegam’ se reproduzem como coelhos.

Talvez isso explique porque a atual gestão em Nova Cruz resolveu "pegar um gancho" no slogan adotado nas gestões de Cid Arruda.

Vejam:

1ª e 2ª  Gestão de Cid o slogan era : "CONSTRUINDO O FUTURO" ; Na 3ª gestão: "TRABALHANDO O PRESENTE, CONSTRUINDO O FUTURO". Para 2017 um novo executivo esta formado tendo a frente o experiente Targino Pereira, mas qual o slogan adotado?

"O FUTURO COMEÇA AGORA". 

Parece que o tema continua em alta.

Mas é preciso cuidado para não se cometer gafs, pois, por outro lado na medida em que os slogans se reproduzem em larga escala perdem aquelas qualidades que levaram tantos a adotarem-no, copiando e sinonimizando.

A lógica do slogan, contudo é outra. 

Com ele se deseja alcançar o maior número de consumidores (marketing comercial) ou eleitores (marketing político) possível. O slogan gruda na gestão de forma exclusiva. Seu alcance se amplia, mas seu referente é um só. 

Esses slogan copiados quase na integra ao ser repetido pela situação vai fazer lembrar a toda população a frase que marcou as gestões de Cid Arruda. 

Será que é uma boa opção de marketing?

A cópia dos slogan é algo corriqueiro no Brasil, vejam alguns casos em que as palavras chaves se repetem com frequência, nesse caso deixa se ser "futuro" para "Juntos".

Juntos para Competir
Juntos podemos muito mais (PSC)
O Brasil todo dança junto. (cartaz programa do Faustão)
Movimento vamos juntos – (Casas Bahia)
Todos juntos fazem um trânsito melhor  
Todos juntos para fazer o Brasil trabalhar melhor – ( FAT)
Fox: torcemos juntos
Todos contra o Aedes Aegypti
Juntos somos mais fortes que o mosquito
Juntos podemos  - PSOL
Unidos vamos trabalhar por um Brasil mais inteligente – PSL
Juntos podemos vencer esta luta (Mutirão limpeza nos prédios)
Juntos fazemos acontecer 
Juntos somos mais fortes  ( Publicidade sobre Olimpíada)
Juntos somos todos Brasil 
Unidos contra o Aedes (avião fumaça em Copacabana)
Vamos juntos somar forças (Gov. Federal)
Somos todos campeões (Olimpíadas; isto que ainda nem começaram!)
Juntos em prol do impeachment (Antagonista)
Juntos por um mundo melhor (Ambev)

Como se constata nessa pequena porção de exemplos, parece que não é difícil fazer publicidade... Em todo o caso não se exige mais necessariamente criatividade e imaginação.

Além disso, essas expressões são usadas por partidos e políticos de situação e oposição; de direita, centro, esquerda, extrema esquerda e por ai  vai.

Como diz o animador e empresário Silvio Santos "Nada se cria, tudo se copia", então salve a falta de criatividade e vamos copiar...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...