Pular para o conteúdo principal

A educação no contexto político partidário brasileiro...

O que mais tem se falado nos últimos anos é da falta de qualidade na educação das crianças e jovens no Brasil.

Um verdadeiro fracasso quando submetido a parâmetros comparativos a outros países.

Esse fator que ocorre a muito tempo e fruto de vários fatores, mas pelos menos quatro devem ser levado em conta com maior ênfase:

1 - Camuflagem da real aprendizagem através de promoções automáticas e falta de uma avaliação sistemática e sistêmica;

2 - Falta continuidade em projetos e ações quando ocorre mudanças de gestores;

3 - Politicagem causadas por partidarismos e falta de conhecimentos de Leis, Parâmetros e Diretrizes;

4 - Ausências de melhores condições de trabalho para professor(a) e ambiente de aprendizagem adequado aos educandos.

Para cita um exemplo apenas, o MEC através da Secretária de Educação Básica estabeleceu os "Parâmetros Nacionais para Educação Básica" em dois volumes.

Em seu item 8 o PNE do módulo 2 nas páginas 35 e 36,   trata de formação de turmas da educação básica com a seguinte redação:

8 - A organização em agrupamentos ou turmas de crianças nas instituições de Educação Infantil é flexível e deve estar prevista na proposta pedagógica da instituição.

8.1 - Os grupos ou turmas de crianças são organizados por faixa etá- ria (1 ano, 2 anos, etc.) ou envolvendo mais de uma faixa etária (0 a 2, 1 a 3, etc.)...

8.4 - A relação entre o número de crianças por agrupamento ou turma e o número de professoras ou professores de Educação Infantil por agrupamento varia de acordo com a faixa etária:


  • uma professora ou um professor para cada 6 a 8 crianças de 0 a 2 anos; 
  • uma professora ou um professor para cada 15 crianças de 3 anos; 
  • uma professora ou um professor para cada 20 crianças acima de 4 anos.
Na verdade em muitos municípios esse parâmetro é totalmente ignorado e a distribuição de números de alunos e de professores está atrelado aquele ou aquela profissional que votou ou não no grupo político que está no poder e o critério é o seguinte: "Ao aliado a benevolência ao adversário o cunho da Lei ou até a desobediência dela."

Este é apenas um dos exemplos de diversos que assolam nossas escolas, aliás, nossos governantes e gestores escolares.

Uma vergonha que deve ser combatida e extinta do meio educacional.

Para ver os módulos click nos links abaixo:



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Nova Cruz: Câmara Municipal mostra submissão ao executivo e aprova projeto que "enterra" direitos do professor...

Tudo dentro do Script.
Sabe aquele filme de terror que tem muita trama, mentiras, traições, mas todo mundo sabe como acaba. Foi assim com a votação do Projeto de Lei 006/2017 enviado pelo prefeito de Nova Cruz, Targino Pereira e aprovado pela maioria absoluta da Câmara Municipal de Nova Cruz.
A Sessão Ordinária desta sexta-feira (30), mas que teve sabor de 13, marcou o fim dos trabalhos do primeiro semestre do Edis, mas manchou de forma imensurável a educação do município de Nova Cruz de forma negativa.
Um resultado previsível que ficou evidente que aconteceria logo após a realização da audiência pública pela clara posição dos vereadores naquele momento.
Não adiantou mostrar as perdas para a categoria e para os alunos, o plágio evidente do anexo IV de um projeto baiano; o não exito na cidade de Monte Alegre - RN quando foi lá implementado; a falta no documento de 10 anexos, dentre muitos outros melíficos que estavam nas entrelinhas.
Valeu de fato a submissão da bancada governista ao Poder …

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...