Pular para o conteúdo principal

Nova Cruz: Executivo e Legislativo articulam aprovação de projeto em sessão extraordinária...

O Projeto de Lei que acaba com hora-atividade para os professores da rede municipal de Nova Cruz, deve ser votado e aprovado na próxima sexta-feira 16 de junho.

Em sessão extraordinária que irá acontecer na próxima sexta-feira o presidente da Câmara Municipal, Valdo Salú, atendendo uma solicitação do poder executivo, deve colocar em votação o projeto de Lei que regulamenta as matrizes curriculares para o município e também aniquila a hora-atividade do professor, foi o que informou ao blog o vereador Juninho Salú.

Uma manobra para evitar a pressão da categoria uma vez que a sessão ordinária para votação estava marcada para o dia 22 de junho e o SINTE convocou Assembleia para um dia antes, 21/06.

Com isso os edis ficará bastante a vontade para atender os pedidos do prefeito.

Em contagem extra oficial o Projeto deve ser aprovado por 8 a 5.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candidatos a professor temporário já podem realizar suas inscrições...

Já está disponível a inscrição para professor temporário para o estado do Rio Grande do Norte. 


O candidato que desejar concorrer a uma vaga deve preencher a ficha, fazer o pagamento da inscrição, efetuar o pagamento da taxa de inscrição e  entregar todos os documentos na respectiva DIRED do município para qual optou na Ficha de Inscrição, até às 13 horas, do dia 10 de maio de 2017.

Para ter acesso a inscrição CLICK AQUI.

Política: O que muda para Nova Cruz com o governo Targino Pereira...

Prefeito de Nova Cruz Targino Pereira deverá restituir cofre público municipal em mais de 900 mil...

Atual prefeito da cidade de Nova Cruz é condenado pelo  TCE- PB, que  decidiu na última quarta-feira (12), por maioria, que o então ex-prefeito de Tacima, Targino da Costa Pereira Neto, deve restituir aos cofres municipais importância superior a R$ 900 mil, em razão de irregularidades que, em meio a outras, incluíram gastos públicos com campanha eleitoral e festa da vitória, folha de pessoal de fazenda particular, uso indevido de recursos do Fundeb e pagamentos por obras não executadas.  A decisão encontra-se no site do TCE do Estado da Paraíba que relata condenações a outros gestores públicos do estado. 
Para ler direto do Site do TCE CLICK AQUI. Fonte: Ascom/TCE-PB